Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação da laserterapia de baixa potência sobre os aspectos histológicos e de resistência muscular em longo prazo após lesão muscular por trauma em ratos diabéticos

Processo: 16/20058-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Rodrigo Leal de Paiva Carvalho
Beneficiário:Ana Alice Teixeira Napolitano
Instituição-sede: Centro de Ciências da Saúde. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Lesão muscular   Regeneração muscular   Terapia a laser de baixa intensidade   Força muscular   Diclofenaco

Resumo

O diabetes mellitus (DM) é um grupo heterogêneo de distúrbios metabólicos que apresentam em comum hiperglicemia, caracterizado por resposta secretória inadequada de insulina, defeitos na ação da insulina, ou ambos. As lesões musculares muitas vezes levam a um longo tempo de imobilização. A regeneração muscular é um processo complexo que provoca alterações morfológicas das fibras regeneradas. É sabido que o processo de reparo do musculoesquelético em ratos dura aproximadamente 28 dias após a lesão, no entanto pouco se sabe a respeito da recuperação histológica e da resistência muscular ao final do processo de reparo do tecido muscular, no quadro de diabetes. Diferentes tipos de terapias, farmacológicas e não farmacológicas, têm sido utilizadas no tratamento e recuperação de lesões do musculoesquelético, como drogas anti-inflamatórias e a laserterapia de baixa potência. O objetivo desse estudo é avaliar a recuperação do tecido muscular, ao final do processo de reparo (28 dias), através de análise histológica e força muscular, após lesão muscular por trauma em ratos diabéticos, utilizando como tratamento a laserterapia de baixa potência e o diclofenaco, de forma isolada ou combinada. Para a indução da lesão os animais receberão um único trauma no membro posterior direito. A irradiação com laser será realizada em apenas um ponto na região do trauma, na dose de energia de 3 J, por 30s. O diclofenaco será aplicado uma hora após o protocolo da lesão, na dose de 11.6 mg/g -1 (miligrama grama) topicamente, no local. Serão realizadas análises histológicas e de força muscular do tecido, 28 dias após a indução da lesão. (AU)