Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da expressão do gene Eppin (Epididymal protease inhibitor) em camundongos

Processo: 16/23025-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Erick José Ramo da Silva
Beneficiário:Aline Contri Camara
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/08227-0 - Estudo da EPPIN como macromolécula-alvo para contracepção masculina: desenvolvimento de modelo animal para avaliar a eficácia de fármacos contraceptivos masculinos, AP.JP
Assunto(s):Anticoncepção   Anticoncepcionais masculinos   Expressão gênica   Modelos animais

Resumo

Vários genes que codificam proteínas contendo domínios de inibidores de protease do tipo Kunitz e/ou WFDC têm sido descritos no epidídimo e em outros órgãos do trato reprodutor masculino. Nosso laboratório vem se dedicando à investigação da expressão e função do gene Eppin (Epididymal protease inhibitor), que codifica uma proteína de secreção contendo domínios do tipo Kunitz (N-terminal) e WFDC (C-terminal) em sua estrutura. A EPPIN é secretada pelas células de Sertoli e pelas células epiteliais do testículo e está presente na superfície dos espermatozoides, onde atua na modulação da motilidade espermática, sendo, portanto, considerada um alvo promissor para o desenvolvimento de fármacos contraceptivos masculinos. No presente projeto, propomos caracterizar o perfil de expressão do gene Eppin (RNAm e proteína) em camundongos (Mus musculus) durante diferentes períodos da vida pós-natal, visando ampliar nosso conhecimento sobre a expressão da Eppin nessa espécie. Utilizaremos ensaios RT-PCR convencional e qPCR para investigar a expressão do transcrito Eppin, e de imuno-histoquímica, para avaliar a distribuição celular da proteína em amostras de órgãos reprodutivos e não-reprodutivos de camundongos machos de diferentes idades (21 dias, 40 dias, 60 dias e 90 dias). Os resultados deste projeto serão importantes para o desenvolvimento de um modelo animal para estudo das funções da EPPIN e de outros membros dessa família de proteínas no trato reprodutor masculino. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARIANI, NOEMIA A. P.; CAMARA, ALINE C.; SILVA, ALAN ANDREW S.; RAIMUNDO, TAMIRIS R. F.; ANDRADE, JULIANA J.; ANDRADE, ALEXANDRE D.; ROSSINI, BRUNO C.; MARINO, CELSO L.; KUSHIMA, HELIO; SANTOS, LUCILENE D.; SILVA, ERICK J. R. Epididymal protease inhibitor (EPPIN) is a protein hub for seminal vesicle-secreted protein SVS2 binding in mouse spermatozoa. Molecular and Cellular Endocrinology, v. 506, APR 15 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.