Busca avançada
Ano de início
Entree

Assinaturas moleculares de microRNAs circulantes como marcadores não invasivos para detecção precoce do câncer de mama

Processo: 16/21649-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Márcia Maria Chiquitelli Marques Silveira
Beneficiário:Raquel Alves Bianchini
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/21082-0 - Assinaturas moleculares de microRNAs circulantes como marcadores não invasivos para detecção precoce do câncer de mama, AP.R
Assunto(s):Neoplasias mamárias   MicroRNAs   Biomarcadores   Detecção precoce de câncer   Expressão gênica

Resumo

As neoplasias de mama são a principal causa de mortalidade por câncer entre mulheres. Sabe-se que quando detectado precocemente maiores são as chances de cura. Atualmente a mamografia é a ferramenta padrão para o rastreio e detecção precoce do câncer de mama. No entanto além do desconforto que o exame ocasiona para a mulher, muitos resultados falsos negativos ainda são associados a este exame principalmente para os casos de estágio inicial da doença em mulheres jovens que apresentam um tecido mamário muito denso dificultando a visualização do tumor. Desta maneira biomarcadores minimamente invasivos que consigam identificar tumores de mama com alta acurácia, sensibilidade e especificidade são urgentemente necessários na detecção precoce do câncer de mama, com utilidade no diagnóstico atrelado ou não ao exame de mamografia. Os microRNAs (miRNAs) são pequenos RNAs presentes na circulação com clara importância na regulação da progressão tumoral e que portanto podem ser extremamente úteis como biomarcadores na detecção precoce do câncer de mama. Uma vez que os miRNAs representam uma promessa como nova classe de biomarcadores superando aqueles baseados em expressão gênica pela sua estabilidade em diferentes fluidos corpóreos como plasma, nossa hipótese é que existem determinados miRNAs que apresentam padrões de expressão específicos em tumores de mama. Tais miRNAs estariam associados a estágios iniciais da doença e uma vez identificados poderão servir como biomarcadores minimamente invasivos na detecção precoce do câncer de mama. Sabidamente a tecnologia dos microarrays ou PCRarrays mostra-se como uma ferramenta poderosa para se estabelecer perfis de expressão de microRNAs tecido especifico. Enquanto muitos estudos limitam-se a utilização de tecidos frescos, outros tipos de amostras como o plasma sanguíneo representam um grande potencial para o diagnostico precoce de doenças como o câncer de mama. Considerando o exposto acima, nosso objetivo principal é identificar assinaturas moleculares de microRNAs circulantes como marcadores não invasivos para detecção precoce do câncer de mama. Os resultados deste projeto serão úteis para um melhor entendimento das bases genético moleculares do processo de inicio do câncer de mama bem como identificar novos biomarcadores minimamente invasivos associados a este processo. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.