Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do ciclo circadiano na resistência a cisplatina em células de câncer

Processo: 16/23100-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Carlos Frederico Martins Menck
Beneficiário:Matheus Molina Silva
Supervisor no Exterior: Gijsbertus Theodorus Johannes van der Horst
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Erasmus University Rotterdam (EUR), Holanda  
Vinculado à bolsa:15/15184-5 - Caracterização de linhagens de câncer pulmonar quanto à resistência à cisplatina, BP.IC
Assunto(s):Reparo do DNA   Cisplatino   Neoplasias   Ritmo circadiano   Estágios

Resumo

Atualmente, câncer é uma das principais causas de mortalidade em todo o mundo, com aproximadamente 14 milhões de novos casos e 8,2 milhões de mortes relacionadas ao câncer em 2012. Esse alto índice de mortalidade é muito afetado pela escassez de tratamentos que proporcionam uma cura definitiva ou mesmo uma vida mais longa. Um dos tratamentos mais utilizados é a quimioterapia com cisplatina, com base na citotoxicidade causada por danos no DNA. No entanto, a resistência aos fármacos é muito comum, devido a alterações nos genes que protegem as células. Entre essas alterações, temos o conhecido regulador mestre da resposta antioxidante, NRF2, como principal causa de resistência em alguns casos. Curiosamente, demonstrou-se que este gene esta sob controle do relógio circadiano, um mecanismo de sincronia interno, orquestrando variações no comportamento, fisiologia e metabolismo de acordo com as mudanças diárias em nosso ambiente, tais como ciclos de temperatura e luz/escuridão. Assim, este projeto tem como objetivo desenvolver linhagens celulares de câncer que podem ser sincronizadas e seguidas em seu ritmo circadiano. Esperamos que estas células ajudem a compreender o papel da variação de NRF2 na sensibilidade das células tumorais à cisplatina durante as diferentes fases do ciclo circadiano. Este projeto pode contribuir para o desenvolvimento de protocolos levando em consideração o relógio circadiano na terapia do câncer. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.