Busca avançada
Ano de início
Entree

A crítica alemã a cultura cinematográfica da República de Weimar (1919-1933): Lotte Eisner, Hans Wollemberg, Bertolt Brecht, Walter Benjamin, Bela Balázs, Siegfried Kracauer e Rudolf Kurtz

Processo: 16/20939-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 06 de março de 2017
Vigência (Término): 05 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Jordão Machado
Beneficiário:Rafael Morato Zanatto
Supervisor no Exterior: Erdmut Wizisla
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Local de pesquisa : Deutsche Kinemathek - Museum für Film und Fernsehen, Alemanha  
Vinculado à bolsa:14/19698-0 - A cultura cinematográfica de Weimar (1919-33): crítica de cinema antes e depois da II Guerra Mundial, BP.DR
Assunto(s):Crítica cinematográfica   República de Weimar   Cinema

Resumo

O presente projeto de estágio de pesquisa no exterior visa realizar a prospecção de artigos, cartas e livros sobre a crítica cinematográfica dos anos 1920 e 1930 sobre os filmes produzidos na República de Weimar (1919-1933), entre os meses de março e setembro de 2017 (6 meses) na Deutsche Kinemathek e nos arquivos Walter Benjamin e Bertolt Brecht (Akademie der Künste), sob a supervisão do professor Dr. Erdmut Wizisla, diretor dos arquivos Brecht e Benjamin. Na Deutsche Kinemathek, consultaremos coleções de revistas de cinema raras, como a Lichtbild-Bühne, Film Kurier, Film und Presse, etc., a fim de encontrar especificamente os artigos sobre cinema de autores como Lotte H. Eisner e Hans Wollemberg, no acervo em microfilme da instituição, além de livros e artigos conservados na Biblioteca, como Expressionismus und Film (1926) de Rudolf Kutz. Nos Arquivos Walter Benjamin e Bertolt Brecht, teremos acesso a correspondências pessoais, artigos e livros de Walter Benjamin, Bertolt Brecht, Béla Balázs e Siegfried Kracauer. Em conjunto, esta pesquisa visa suprir uma lacuna central de nossa pesquisa no país, concentrada na comparação entre a recepção francesa e alemã aos filmes de Weimar de alguns títulos selecionados pelo crítico de cinema brasileiro Paulo Emílio Sales Gomes, de realizadores como Robert Wiene, Fritz Lang, Ernst Lubitsch, F.W. Murnau, Walter Ruttmann e G. W. Pabst, no momento de sua produção (1919-1933) e após sua recuperação histórica realizada por historiadores e críticos franceses e alemães (no exílio), nos anos 1940 e 1950. (AU)