Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento do andar com suporte parcial de peso corporal em esteira e no chão na coordenação motora de indivíduos com acidente vascular encefálico

Processo: 16/23571-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Maria Forti Barela
Beneficiário:Melissa Leandro Celestino
Supervisor no Exterior: Richard Van Emmerik
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Massachusetts, Amherst (UMass Amherst), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:15/13100-9 - Efeitos do treinamento do andar com suporte parcial de peso corporal na coordenação intra- e inter-membros de indivíduos pós-acidente vascular encefálico, BP.DR
Assunto(s):Coordenação motora   Biomecânica   Controle motor   Análise do movimento humano

Resumo

O objetivo deste estudo é investigar os efeitos do treinamento do andar com suporte parcial de peso corporal (SPPC) em esteira e no chão sobre medidas relacionadas à coordenação locomotora. Para tanto, indivíduos com hemiparesia em decorrência de acidente vascular encefálico foram recrutados para participar do estudo. Após avaliação inicial (T0), os participantes foram aleatoriamente alocados a dois grupos de treinamento com SPPC: esteira (GE, n=14) e chão (GC, n=14). Sessões de treinamento foram oferecidas três vezes por semana, por seis semanas, totalizando 18 sessões de treinamento. Avaliação do andar foi realizado em uma passarela de 7 m de extensão com duas plataformas de força (Kistler, modelo 9286BA) embutidas na região central dessa passarela. Um sistema de análise do andar (VICON Bonita 10), com sete câmeras, foi usado para adquirir os dados cinemáticos dos marcadores refletivos afixados nas principais referencias anatômicas. Os participantes foram solicitados a andar com velocidade confortável e auto-selecionada. Pelo menos cinco, e no máximo, tentativas foram adquiridas para cada participante em cada avalição (T0, T1, T2). Os dados dos marcadores refletivos foram processados com os programas computacionais Nexus (VICON) e armazenados em arquivos ASCC. Ângulos articulares e segmentares dos membro inferiores foram calculados com o programa computacional TheMotionMonitor (Innovative Sports Training, Inc.) e também armazenados em arquivos ASCII. Como parte do estágio no exterior, a partir de todos os dados armazenados, rotinas específicas escritas no programa Matlab (MathWorks, Inc.) serão desenvolvidas para as calcular as variáveis relacionadas à coordenação locomotora. A fase relativa contínua, que é uma medida de interação ou coordenação de dois segmentos durante o ciclo do andar, será a principal medida a ser calculada.