Busca avançada
Ano de início
Entree

Copaifera lucens: ação antibacteriana do extrato bruto hidroalcoólico e da oleorresina frente a patógenos bucais e seu potencial citotóxico e genotóxico

Processo: 16/20589-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Carlos Henrique Gomes Martins
Beneficiário:Vinicius Cristian Oti dos Santos
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/13630-7 - Validação química e farmacológica de extratos e princípios ativos de espécies de Copaifera, AP.TEM
Assunto(s):Cárie dentária   Genotoxicidade   Citotoxicidade   Doenças periodontais   Periodontite

Resumo

A cárie dentária, devido à sua elevada incidência e prevalência, é considerada um problema de saúde pública. Nos países industrializados estima-se que 60% a 90% da população escolarizada, bem como a maioria dos adultos sejam afetados por esta doença. A distribuição e gravidade desta patologia varia nos diferentes continentes, sendo mais prevalente nas populações desfavorecidas socialmente e economicamente. Outra importante doença bucal é a periodontite, uma infecção que se caracteriza como um conjunto de condições inflamatórias, de caráter crônico, e de origem bacteriana, que inicia afetando o tecido gengival e pode levar, com o tempo, à perda dos tecidos de suporte dos dentes. O estudo farmacológico de Copaifera spp. baseia-se prioritariamente como, anti-inflamatório, antimicrobiano, imunomodulatório, antioxidante, cicatrizante, entre outras. O presente projeto tem por objetivo avaliar a atividade antibacteriana da óleorresina e do extrato bruto hidroalcoólico de Copaifera lucens frente a bactérias bucais, e avaliar o potencial citotóxico e genotóxico das amostras mais promissoras. Serão realizados ensaios in vitro para os testes da ação antibacteriana, potencial citotóxico e genotóxico sendo este último também realizado in vivo. Para avaliação da atividade antibacteriana será utilizado o método de diluição em caldo visando à determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM), Concentração Bactericida Mínima (CBM), e serão ainda determinada a atividade citotóxica e genotóxica em células de mamíferos. Espera-se que com estes resultados possamos contribuir para novos estudos e pesquisas a fim de obter um maior controle das infecções bucais e segurança no uso desses produtos naturais. (AU)