Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da eficiência alimentar e produtividade de novilhas Nelore

Processo: 16/24423-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Maria Eugênia Zerlotti Mercadante
Beneficiário:Mariana Furtado Zorzetto
Instituição-sede: Instituto de Zootecnia. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Nova Odessa, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/02066-4 - Avaliação fenotípica da eficiência alimentar e produtiva, e do perfil metabólico de matrizes Nelore, AP.R
Assunto(s):Produção de leite   Bovinos de corte   Consumo alimentar residual   Gado Nelore

Resumo

A avaliação da variação fenotípica da eficiência alimentar em vacas de corte é essencial para aumentar o conhecimento sobre o impacto do uso de animais mais eficientes na reprodução e produtividade. O objetivo do presente projeto é quantificar a variação fenotípica de características de eficiência alimentar de novilhas no período de lactação, a fim de elucidar o efeito da classe do consumo alimentar residual (CAR) em características de produção e reprodução de matrizes. Sessenta novilhas da raça Nelore (30 por ano) serão avaliadas durante a primeira produção (até desmama do primeiro bezerro), para determinação da eficiência alimentar (CARp-100 e CAR100-200) e das associações desta com tamanho esquelético, composição corporal (obtida por ultrassonografia), comportamento ingestivo (registrado pelo sistema de alimentadores inteligentes), temperatura da superfície da pele (obtida por termografia infravermelha), produção (peso do bezerro antes e após a mamada) e composição do leite, crescimento do bezerro até a desmama, e metabolismo endócrino, energético, proteico e mineral por meio de indicadores metabólicos. As fêmeas permanecerão 228 dias (28 dias adaptação + 200 dias parto ao desmame) em piquete com cochos de alimentador inteligente (Intergado, Contagem, MG, Brasil) para a avaliação do consumo de matéria seca (em 200 dias após o parto), e demais variáveis. A associação entre o valor genético genômico do CAR obtido na fase pós-desmama (CARANO) e CARp-100 e CAR100-200 também será determinada. Além disso, com o banco de dados histórico será avaliada a relação entre eficiência alimentar ao ano e posterior eficiência reprodutiva, por meio de comparações de médias e de correlações fenotípicas e genéticas entre CARANO e características reprodutivas (dias ao parto e perímetro escrotal dos machos). Os resultados gerados com o desenvolvimento do projeto são importantes para fomentar a avaliação, seleção e uso de animais de maior eficiência alimentar para produção de carne. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.