Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de padrões individuais de redes neurais funcionais e estruturais em pacientes com epilepsias focais

Processo: 16/10812-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Ana Carolina Coan
Beneficiário:Rebeca Maria Gonçalves
Instituição-sede: Hospital de Clínicas (HC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07559-3 - Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia - BRAINN, AP.CEPID
Assunto(s):Neurologia   Epilepsia   Rede nervosa

Resumo

Epilepsias são doenças de redes neurais funcionalmente e anatomicamente conectadas, as quais podem ser estar associadas à variabilidade de fenômenos ictais, comportamento interictal e prognóstico. Até o momento, estudos de alterações em redes neurais em pacientes com epilepsias foram baseados na análise de grupos de indivíduos. No entanto, sabe-se que há significativa variação interindividual nas características clinicas das epilepsias. O objetivo do presente estudo é avaliar padrões individuais de alterações de redes funcionais e estruturais em pacientes com epilepsias focais e relacionar os resultados obtidos com características clínicas. Serão selecionados pacientes adultos com epilepsia focais que possuam exames de ressonância magnética (RM) estrutural e de eletroencefalograma e RM funcional (EEG-RMf). A avaliação dos padrões de alterações cerebrais estruturais será realizada pela técnica de morfometria baseada em voxels, através de algoritmo para a análise individual. Imagens de RM estrutural de indivíduos saudáveis serão utilizadas como controle. Para a análise de redes funcionais, serão obtidos mapas de alterações hemodinâmicas relacionadas a descargas epilépticas interictais a partir dos exames de EEG-RMf. Através de co-registro dos mapas de alterações estruturais e funcionais, será avaliada a concordância entre essas redes em cada paciente. Mapas de alterações estruturais e funcionais serão, por fim, comparados com os dados clínicas. Como resultados, esperamos observar que em pacientes com epilepsias focais, as redes de alteração cerebral estrutural e funcional são distintas e apresentam variabilidade individual que pode estar associada a diferentes parâmetros clínicos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GONÇALVES, Rebeca Maria. . 2019. Dissertação de Mestrado.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.