Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial protetor da Coenzima Q10 sobre os efeitos na meiose e/ou embriogênese promovidos pelo bisfenol a, ftalato de dibutilo, 2-(tiocianometiltio)benzotiazol, permetrina e n, N-dietil-meta toluamida em Caenorhabditis elegans

Processo: 16/23481-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 20 de maio de 2017
Vigência (Término): 19 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Fernando Barbosa Júnior
Beneficiário:Maria Fernanda Hornos Carneiro
Supervisor no Exterior: Monica Paola Colaiacovo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/07661-0 - Comparação dos efeitos tóxicos do bisfenol a e bisfenol s individualmente e associados em células HepG2, BP.PD
Assunto(s):Agrotóxicos

Resumo

Os disruptores endócrinos podem mimetizar os hormônios naturais em seus respectivos receptores levando a efeitos adversos. Caenorhabditis elegans (C. elegans) é um pequeno nematóide que tem bastante similaridade com mamíferos. Os estudos preliminares do grupo da Dr. Colaiacovo identificaram 5 agentes químicos - bisfenol A (BPA) e ftalato de dibutilo (DBP), provavelmente desreguladores endócrinos frequentemente utilizados como plastificantes, bem como os pesticidas 2-(tiocianometiltio)benzotiazol (TCMTB), Permetrina e N , N-dietil-meta-toluamida (DEET) - que resultam em aumento da não disjunção cromossômica e defeitos meióticos em C. elegans. Dada a prevalência generalizada de desreguladores endócrinos e pesticidas no nosso ambiente, é extremamente importante compreender o seu impacto na saúde reprodutiva e identificar formas de mitigar os seus efeitos, como por exemplo, aqueles sobre a fertilidade e embriogênese. Nesse sentido, o potencial da coenzima Q10 (CoQ10) para aumentar a fertilidade vem sendo proposto, embora os dados globais ainda sejam inconclusivos. O objetivo do estudo é determinar como BPA, TCMTB, Permetrina, DEET e DBP afetam a meiose e/ou a embriogênese e se a CoQ10 poderia melhorar estes resultados. O número de ovos e a viabilidade embrionária de C. elegans serão examinados após exposição contínua a cada um destes cinco agentes químicos, assim como ao veículo, CoQ10, e co-exposições (agentes químicos + CoQ10) a partir de ovos ou exposições de 24 e 42 horas de duração a partir da fase larval L4. Também haverá estudo de grupo expostos aos agentes químicos no estágio de ovos com início de tratamento com CoQ10 no estágio L4. As estratégias a serem utilizadas para examinar se existe uma melhora na incidência dos defeitos morfológicos e sinapse do cromossoma, reparação de quebra de cadeia dupla e aumento da apoptose de célula germinativa incluem microscopia de alta resolução, Hibridização in situ fluorescente (FISH), RT-PCR, imunocoloração e interferência de RNA (RNAi).

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.