Busca avançada
Ano de início
Entree

Biogeografia, revisão sistemática e filogenia do gênero Neosadocus Mello-Leitão, 1926 (Arachnida: Opiliones: Gonyleptidae) da Mata Atlântica

Processo: 16/13129-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2016
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Ricardo Pinto da Rocha
Beneficiário:Daniel Castro Pereira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Arachnida   Filogenia   Biogeografia   Sistemática   Mata Atlântica

Resumo

O gênero Neosadocus foi descrito por Mello-Leitão em 1926 e compreende as seguintes espécies: N. bufo (Mello-Leitão, 1923); N. maximus (Giltay, 1928); N. misandrus (Mello-Leitão, 1934); e N. robustus (Mello-Leitão, 1936). Com os resultados preliminares obtidos de estudos feitos até então, pôde-se inferir de uma forma geral que as populações desse gênero estão isoladas geograficamente e que os haplótipos são bem conservados nessas populações. Essas informações sugerem que as populações do gênero dispersam pouco ou que há possibilidade de haver barreiras geográficas que dificultem a dispersão e/ou o contato entre populações. Assim, além de verificar a veracidade dos resultados preliminares mencionados anteriormente com análises filogeográficas, será estudada a distribuição geográfica de diferentes populações do gênero e serão apresentadas hipóteses de modo a explicar essa distribuição. Neosadocus é um gênero no qual a identificação das espécies proporciona dificuldades devido à semelhança morfológica existente entre as espécies. Tendo em vista isso, serão analisados, utilizando-se os dados obtidos com as análises moleculares em conjunto com estudos de morfologia, espécimes coletados em diferentes localidades e será feita uma revisão sistemática das espécies que compreendem o gênero. Este trabalho também terá como foco propor relações filogenéticas para as espécies do gênero Neosadocus utilizando-se análise de evidência total, também a partir dos dados moleculares e morfológicos obtidos. (AU)