Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema RIA (Rich Internet Application) para planejamento, gestão e popularização de arborização urbana

Processo: 16/20536-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional - Métodos e Técnicas do Planejamento Urbano e Regional
Pesquisador responsável:Guilherme Corrêa Sereghetti
Beneficiário:Guilherme Corrêa Sereghetti
Empresa:CAA Tecnologia da Informação Ltda. - EPP
Vinculado ao auxílio:14/50612-5 - Sistema RIA (Rich Internet Application) para planejamento e gestão de arborização urbana, AP.PIPE
Assunto(s):Infraestrutura urbana   Arborização   Gestão ambiental   Coleta de dados   Rio de Janeiro

Resumo

O crescimento urbano desordenado das últimas décadas depreciou sobremaneira os sistemas naturais, especialmente as florestas nas zonas urbanas dos municípios. Nesse sentido, a arborização urbana, definida como a vegetação arbórea encontrada em ruas, praças, parques, áreas de conservação urbanas e demais áreas livres de edificação mitiga os problemas pelo fornecimento de diversos serviços ambientais a população. Uma das formas eficientes de planejamento e gestão dessa vegetação é por meio de sistemas informatizados de coleta, cadastro e gestão de informações a respeito das árvores. Além desse uso técnico, tais sistemas também podem auxiliar na divulgação e valorização do patrimônio arbóreo quando desenvolvidos também com esse objetivo. Nesse contexto, o objetivo geral desse projeto é analisar a viabilidade técnica e científica do desenvolvimento de um sistema para gestão e divulgação do patrimônio arbóreo nas cidades do tipo RIA (Rich Internet Application). A metodologia é dividida em três etapas: 1) pesquisa junto aos potenciais usuários; 2) ideação da proposta e comparação com sistemas semelhantes; 3) prototipação funcional e validação por meio de estudo de caso; e 4) avaliação de mercado e potencial de comercialização. Destaca-se que a proposta apresenta como diferencial em relação aos prováveis concorrentes diretos a 2 possibilidade de uso técnico e não técnico integrada. Com o uso não técnico, o sistema será uma ferramenta de interação com a população para divulgação e valorização do patrimônio arbóreo urbano, promovendo mudanças de comportamento que resultarão em benefícios diretos a sociedade com a melhoria do ambiente urbano. Isto se dará pela interação da ferramenta com API (Application Programming Interface) com redes sociais e Google Maps. Dentro do contexto de uso técnico, apresentam-se os gestores públicos e de concessionárias de serviços de energia que potencialmente podem reduzir custos com uma gestão mais eficiente do patrimônio arbóreo. No âmbito da gestão pública, cabe exemplificar que no ano de 2014 o Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro determinou, após auditoria sobre o tema, que fossem desenvolvidos e implantados no estado programas de proteção, recuperação e valorização do patrimônio natural no ambiente urbano e que sua gestão fosse informatizada. Aproveitando-se de demandas como esta, a presente proposta inova por unir essas duas características encontradas atualmente em sistemas para gestão do patrimônio arbóreo das cidades. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.