Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise microscópica de diferentes espécies de Phakopsora em Arabidopsis thaliana: um modelo para investigar colonização de fungos

Processo: 16/25111-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 20 de março de 2017
Vigência (Término): 30 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Lilian Amorim
Beneficiário:Isabela Vescove Primiano
Supervisor no Exterior: Ulrich Schaffrath
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : RWTH Aachen University, Alemanha  
Vinculado à bolsa:15/26108-8 - Agressividade de Phakopsora: histopatologia e epidemiologia comparativa das ferrugens da videira e da soja, BP.DR
Assunto(s):Fitopatologia

Resumo

Os agentes causais da ferrugem da videira (Phakopsora euvitis) e da ferrugem da soja (Phakopsora pachyrhizi), ambos pertencentes ao gênero Phakopsora, são altamente agressivos nos seus respectivos hospedeiros. Embora a ferrugem da videira apresente sintomas similares à ferrugem da soja, essas apresentam comportamento diferente de outras ferrugens, como a elevada frequência de pústulas nas folhas, ocorrendo concomitantemente com necrose e ocasionando até a desfolha prematura. Esta redução na área fotossintética contribui para redução na produtividade. Estudos comparativos sobre a infecção, colonização e desenvolvimento dos sintomas são importantes para entender a interação planta-patógeno e suas relações com agressividade. Assim, estudos epidemiológicos estão em desenvolvimento (FAPESP 2015/26108-8) para comparar e quantificar os agentes causais de ferrugem do gênero Phakopsora (P. euvitis e P. pachyrhizi), com o patógeno da ferrugem do feijoeiro (Uromyces appendiculatus) como controle. Entretanto, poucas investigações relacionadas à caracterização e quantificação do tecido colonizado do hospedeiro por P. euvitis foram realizadas utilizando técnicas de microscopia. Com o objetivo de desvendar os mecanismos relacionados aos processos de infecção e colonização da interação planta - P. euvitis, análises em microscopia serão desenvolvidas para investigar e quantificar a colonização do patógeno com o auxílio de diferentes técnicas de coloração, incluindo microscopia de fluorescência e confocal, em mutantes de Arabidopsis. Os protocolos serão adaptados para o hospedeiro de cada agente causal. Essas análises serão supervisionadas pelo professor Dr. Ulrich Schaffrath, no Departamento de Fisiologia de Plantas da Universidade de Aachen (RWTH Aachen University), na Alemanha. Esse grupo de pesquisa possui experiência na área de microscopia de Phakopsora pachyrhizi em relações de hospedeiro (soja e mutantes de Arabidopsis) e não hospedeiro (Arabidopsis selvagem).

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.