Busca avançada
Ano de início
Entree

Alteração do peso corporal e do escore de condição corporal e de hormônios metabólicos pós parto na eficiência reprodutiva de vacas nelore inseminadas em tempo fixo

Processo: 16/25057-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 31 de março de 2017
Vigência (Término): 29 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:José Luiz Moraes Vasconcelos
Beneficiário:Rafael Silveira Carvalho
Supervisor no Exterior: Ky G. Pohler
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Tennessee (UT), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/01325-9 - Alteração do peso corporal e do escore de condição corporal e de hormônios metabólicos pós parto na eficiência reprodutiva de vacas Nelore inseminadas em tempo fixo, BP.MS
Assunto(s):Fator de crescimento insulin-like I

Resumo

O objetivo deste estudo é avaliar a influência da alteração do peso corporal, escore e condição corporal e concentração sérica de ácidos graxos não esterificados (AGNE) e IGF- 1 durante pós parto, na performance reprodutiva de vacas Nelore submetidas a protocolo de inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Um total de 1950 vacas Nelore paridas (1356 multíparas e 595 primíparas), foram alocadas em 17 lotes com aproximadamente 115 vacas cada. Grupos foram mantidos em pastos individuais de Brachiaria brizantha ou Panicum maximum com acesso a água e sal mineral ad libitum. Todas matrizes foram submetidas a protocolo de IATF a base de P4/E2 com cerca de 40 dias pós parto. Foram inseminadas por dois inseminadores utilizando 4 touros Angus diferentes. Trinta dias após IA foi realizado diagnóstico de gestação (DG) por ultrassonografia (5.0-MHz transducer; 500V, Aloka, Wallingford, CT). O escore de condição corporal (ECC) foi avaliado utilizando escala de 1 a 5 (1= magra e 5=gorda), subdividido a cada 0,25 pontos, em três momentos: no dia do parto, durante IA e no DG 30 dias após inseminação. O peso corporal foi mensurado em três momentos: aproximadamente 3 semanas após o parto, durante IA e no DG 30 dias após inseminação. Foi coletado sangue de 50% das vacas, através da veia/artéria coccígea em tubos com ativador de coágulo, nos mesmos momentos da mensuração do peso corporal. Após a colheita as amostras foram armazenadas a 4o C por 24 horas e posteriormente centrifugadas em 1000 x g por 15 minutos em temperatura ambiente. O soro foi congelado a - 20o C e armazenado até o momento de realizar as dosagens de IGF-I, AGNE pelo método ELISA. Os dados do experimento serão analisados através do programa SAS® (SAS 9.4 for Windows; SAS Inst., Cary, NC), sendo que as variáveis binominais (taxa de prenhez a 1ª IATF, porcentagem de vacas cíclicas no DG, taxa de prenhez no final da estação de monta) serão analisadas utilizando o PROC GLIMMIX e as variáveis contínuas (peso corporal, ECC e concentração de IGF-1, ácidos graxos não esterificados) serão analisadas utilizando o PROC MIXED.