Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da composição da fração lipídica fosfatidilcolina em animais fat-1 no contexto da cicatrização de feridas

Processo: 16/23298-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 02 de julho de 2017
Vigência (Término): 01 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Hosana Gomes Rodrigues
Beneficiário:Thamiris Candreva Robles
Supervisor no Exterior: Philip Charles Calder
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Southampton, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:16/02021-3 - Cicatrização de feridas em camundongos fat-1: envolvimento da via anti-inflamatória colinérgica, BP.MS
Assunto(s):Cromatografia a gás   Cicatrização   Fisiologia da pele

Resumo

A inflamação é uma resposta muito importante desencadeada por lesão tecidual e seu controle é crucial para o restabelecimento da homeostase dos tecidos. Hoje em dia, sabe-se que o sistema nervoso central (SNC) pode regular a resposta inflamatória através da ativação da via anti-inflamatória colinérgica. Este mecanismo envolve a liberação de acetilcolina (ACH) que se ligará ao receptor nicotínico alpha -7nicotínico em células imunes (tais como linfócitos e macrófagos) e desencadeia a fosforilação de STAT3 que induzirá a produção de citocinas anti-inflamatórias, tais como IL- 10 e reduz a libertação de citoquinas pró-inflamatórias tais como TNF-alpha e IL-1 beta. Sabemos que os ácidos graxos modulam as respostas inflamatórias através de uma ampla gama de ações. Por exemplo, modulam a composição da membrana celular, afetando a permeabilidade da membrana, interacções ligando-receptor e produção de citocinas e regulação da expressão gênica. No entanto, não sabemos se os ácidos graxos podem modular a via anti-inflamatória colinérgica. No presente projeto investigaremos se a composição de ácidos graxos da membrana celular está relacionada com a via anti-inflamatória colinérgica durante o processo de cicatrização de feridas. Para isso, usaremos camundongos FAT-1 transgênicos que são capazes de produzir ácidos graxos n-3, endógenamente, a partir de ácidos graxos n-6. Vamos induzir uma ferida na pele e analisar a composição de ácidos graxos do tecido em diferentes períodos de tempo. Ao mesmo tempo, vamos medir a síntese de ACh nas amostras de feridas

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.