Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação do planejamento fatorial 2(ª quarta) para otimização da eficiência de encapsulamento dos compostos fenólicos de Eugenia aurata

Processo: 16/20159-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Catarina dos Santos
Beneficiário:Murilo Henrique Maciel de Camargo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Eugenia (planta)   Plantas medicinais   Compostos fenólicos   Microencapsulação

Resumo

As plantas medicinais têm sido utilizadas como medicamentos durante a história humana para tratar enfermidades, principalmente em países em desenvolvimento. Neste contexto, estudo de potencial destas plantas ainda é um atrativo para indústrias farmacêuticas e cosméticas na busca, inovação e desenvolvimento de novos produtos. O Cerrado, uma das principais zonas de biodiversidade, oferece uma vasta gama de oportunidades de plantas para estes tipos de aplicações. Dentre as várias espécies deste bioma, destacam-se as do gênero Eugenia, considerado um dos maiores da família Myrtaceae, devido justamente a presença de flavonóides, taninos, terpenóides e óleos essenciais, que possuem vários bioatividades relatadas, tais como: gastroprotetoras, antinociceptivas, anti-inflamatórias, analgésicas, antifúngicas, antipiréticas, antidiabéticas e antioxidantes. No entanto, estes os compostos fenólicos presentes, têm sido relatados na literatura como instáveis e suscetíveis à degradação pela presença de oxigênio, luz, pH e temperatura. Uma solução para essa limitação é a microencapsulação, que pode melhorar a estabilidade dos compostos fenólicos, protegendo-os, além de melhorar o seu tempo de liberação. Para racionalizar este procedimento, já que poderia ser gerada uma grande quantidade de variáveis, torna-se essencial o uso planejamento fatorial, já que ele disponibilizará muitas informações a respeito do processo, além de levar menos tempo, esforço e recursos e minimizar o número de experiências Assim o objetivo deste trabalho é obter uma melhor eficiência da microencapsulação dos compostos fenólicos dos extratos hidroetanólicos da Eugenia aurata, via planejamento fatorial 24 utilizando como variáveis duas gomas (maltodextrina Neomalt: 5020 B e alginato Satialginite S1100), os teores de fenóis de duas estações do ano (seca e chuvosa), dois extratos hidroetanólicos (70% e 100%) e duas proporções material encapsulado:goma (1:1 e 1:4). (AU)