Busca avançada
Ano de início
Entree

Variabilidade genética e morfológica do ermitão Clibanarius antillensis Stimpson, 1859 ao longo de sua distribuição

Processo: 16/22448-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Fernando Luis Medina Mantelatto
Beneficiário:Keity Sayuri Nishikawa
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Anomuros   Diversidade genética   Distribuição animal

Resumo

Estudos sobre variabilidade intraespecífica têm revelado diferentes graus de estruturação geográfica e diversidade genética entre populações de uma espécie. Neste aspecto, já foram evidenciadas variações intraespecíficas em crustáceos decápodes que apresentam ampla distribuição ao longo do oceano Atlântico Ocidental. Em certos casos, inclusive, tais dados foram suficientes para a identificação de espécies crípticas. Clibanarius antillensis é uma espécie de ermitão que apresenta esta ampla distribuição: Bermudas, Flórida, Golfo do México, Panamá, Antilhas, Norte da América do Sul e Brasil. Estes fatores, aliado às diferenças notadas no padrão de coloração e na morfologia larval, fazem desta espécie um modelo para o estudo sobre variações intraespecíficas. Assim, os objetivos do presente trabalho serão verificar a ocorrência de estruturação genética entre as populações de C. antillensis e checar a sua validade taxonômica a partir de análises de variações moleculares e morfológicas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.