Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial protetor do ácido úsnico sobre lesões pré-neoplásicas induzidas por 1,2-dimetilhidrazina em cólon de ratos

Processo: 16/23145-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Ricardo Andrade Furtado
Beneficiário:Lucas Henrique Domingos da Silva
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Cólon   Toxicogenética   Quimioprevenção   Focos de criptas aberrantes   Modelos animais de doenças

Resumo

O câncer é a principal causa de morte em países economicamente desenvolvidos e a segunda principal causa de morte em países em desenvolvimento. Atualmente existe uma grande diversidade de compostos naturais bioativos no mercado com potencial farmacológico. São conhecidos 17.000 espécies de liquens e centenas de espécie de liquens são usadas para medicina popular, sendo que o metabolito secundário mais estudado é o ácido úsnico. Esta substância apresenta atividades biológicas como antitumoral, antiproliferativa, anti-inflamatória, analgésica, antimicrobiana, antiviral, antifúngica, antiprotozoária e anti-histamínica. Na busca por novas substâncias com potencial biológico tem surgido diferentes metodologias e o conhecimento da biologia de focos de criptas aberrante e seu valor na identificação de moduladores de carcinogênese do cólon tem se expandido. Assim, os focos de criptas aberrante tem sido amplamente utilizado, pois o crescimento, as características morfológicas e moleculares de focos de criptas aberrante apoia a afirmação que são lesões pré-neoplásicas. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo avaliar o potencial quimiopreventivo do ácido úsnico sobre lesões pré-neoplásicas em cólon de ratos. Para tanto, será avaliado a toxicidade do ácido úsnico por ensaios bioquímicos e por sinais clínicos. Para avaliação do potencial modulador as lesões pré-neoplásicas serão induzidas com 1,2-dimetilhidrazina e os animais serão tratados diariamente com diferentes doses de ácido úsnico durante quatro semanas. Deste modo, este trabalho contribuirá para o melhor entendimento da ação do ácido úsnico no organismo humano, proporcionando sua utilização mais efetiva e segura em futuras aplicações clinicas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)