Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo da influência do leite e leite bubalino fermentados por Bifidobacterium animalis subsp. lactis HN019 na imunidade celular de mucosa em camundongos Swiss machos

Processo: 16/18855-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Cristina Stewart Bittencourt Bogsan
Beneficiário:Mariana Mitiko Matsuo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunomodulação   Probióticos   Leite   Leite fermentado   Modelos animais

Resumo

O efeito imunomodulador de leites fermentados probióticos está diretamente relacionado ao processo tecnológico empregado, assim como à matriz alimentar e bactéria probiótica utilizada. O leite bubalino difere do leite bovino principalmente nos teores de proteína, gordura e lactose. Acredita-se que os componentes biogênicos de potencial interesse à saúde humana também sejam diferentes. Os alimentos funcionais potencialmente imunomoduladores, apresentam alteração da resposta imune inata, a qual compreende macrófagos, células NK, dendríticas e polimorfonucleares, e da resposta imune específica formada pelas células B e T. O presente projeto tem como objetivo geral caracterizar e comparar o perfil de acidificação e físico-químico de leites fermentados probióticos em matriz láctea e bubalina e identificar e localizar as células do sistema imune celular que participam na reação da mucosa intestinal à preparação de produtos lácteos associados à probióticos, verificando seu potencial efeito imunomodulador em cólon de camundongos Swiss in vivo. (AU)