Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo numérico de reconexão magnética ao redor de buracos negros

Processo: 16/12320-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Extragaláctica
Pesquisador responsável:Elisabete Maria de Gouveia Dal Pino
Beneficiário:Luis Henrique Sinki Kadowaki
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/10559-5 - Investigação de fenômenos de altas energias e plasmas astrofísicos: teoria, simulações numéricas, observações e desenvolvimento de instrumentação para o Cherenkov Telescope Array (CTA), AP.TEM
Assunto(s):Astrofísica de altas energias   Buracos negros   Núcleos ativos de galáxias   Magnetohidrodinâmica   Raios gama   ASTRI Mini-Array   Observatório Cherenkov Telescope Array

Resumo

Eventos de reconexão magnética "rápida" podem ser poderosos mecanismos ocorrendo nas regiões mais internas de núcleos ativos de galáxias (AGNs) e microquasares. Recentemente, sugerimos que a potência magnética liberada em eventos de reconexão entre as linhas de campo magnético que emergem de um disco de acreção e aquelas ancoradas no horizonte de eventos de um buraco negro (BH) podem produzir ejeções de matéria e acelerar partículas a velocidades relativísticas através de um processo de Fermi de primeira ordem e produzir a emissão rádio e gama observada em microquasares e AGNs de baixa luminosidade. Além disso, demonstramos que a correlação empírica entre a emissão rádio e gama dessas fontes e a massa de seus respectivos BHs centrais, num intervalo de 10^10 ordens de magnitude em massa, pode estar relacionada com esse mecanismo. Esses estudos destacam a relevância que a reconexão magnética pode ter na região nuclear de fontes compactas, cuja origem da emissão em altas energias, da ordem de TeVs, ainda é tema de intensa discussão na literatura. Uma vez que um estudo numérico ainda é necessário para comprovar a viabilidade de eventos de reconexão magnética ``rápida'' nesses sistemas, esse projeto tem como objetivo a realização de simulações magneto-hidrodinâmicas (que envolvem a aproximação de relatividade geral, quando necessária) e de transferência radiativa, de sistemas que contém um disco de acreção com coroa e um BH central. Um estudo da interação entre a magnetosfera do BH e o campo magnético da região coronal permitirá verificar a ocorrência de eventos de reconexão magnética e a conexão destes com a aceleração de partículas e a formação dos jatos associados a essas fontes. Pretendemos, também, combinar esses estudos numéricos com os processos radiativos de altas energias que são produzidos nos arredores de fontes compactas, o que nos permitirá fazer previsões realistas para as observações das curvas de luz e das SEDs (Spectral Energy Distribution) até energias da ordem de 100 TeVs, que serão obtidas pela primeira vez com a nova geração de telescópios de raios gama, o ASTRI Mini-Array e o Cherenkov Telescope Array (CTA). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KADOWAKI, LUIS H. S.; DAL PINO, ELISABETE M. DE GOUVEIA; STONE, JAMES M. MHD Instabilities in Accretion Disks and Their Implications in Driving Fast Magnetic Reconnection. ASTROPHYSICAL JOURNAL, v. 864, n. 1 SEP 1 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.