Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da ação protetora de vacinas experimentais de segunda geração visando à prevenção e o controle da papilomatose bovina

Processo: 17/00469-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Pesquisador responsável:Rita de Cassia Stocco
Beneficiário:Thaylene Alexandra Nascimento Lima
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/09450-7 - Avaliação da ação protetora de vacinas experimentais de segunda geração visando a prevenção e controle da papilomatose bovina, AP.R
Assunto(s):Carga viral   Biologia molecular

Resumo

Considerando que a vacinação tem por objetivo reduzir ou erradicar um determinado patógeno, é de fundamental importância monitorar os níveis de expressão das proteínas virais como indicativo de uma possível redução da carga viral. Embora o emprego da PCR Real-time para avaliação de expressão gênica seja amplamente difundido, o uso deste método para o diagnóstico e determinação da carga viral do papilomavírus bovino (BPV) permanece pouco explorado. Neste sentido, a bolsista será responsável pela padronização da PCR Real-time para fins diagnósticos, buscando avaliar a carga viral durante o processo de vacinação experimental previsto na segunda fase do projeto regular apresentado a FAPESP. Tendo em vista que tal padronização é um processo laborioso, solicito a outorga da bolsa técnica de nível III para darmos início ao processo de padronização da técnica afim de garantir o cumprimento do cronograma apresentado. Neste sentido, as atividades da bolsista consistirão em: isolar os linfócitos após coleta de sangue periférico, extrair o RNA mensageiro (mRNA), construir o DNA complementar (cDNA) usando kits comerciais baseados em primersrandômicos, estabelecer o protocolo de PCR em tempo real usando primersespecíficos para BPV-1, 2 e 4 (já desenhados) e correlacionar os níveis de expressão de proteínas late (L) e early(E) do vírus com a carga viral.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.