Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento alimentar e biomarcadores salivares do apetite-saciedade em pré-escolares

Processo: 16/19198-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Duarte Gavião
Beneficiário:Gabriela de Paula Silva
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Dente decíduo   Alimentação infantil   Alimentação humana   Saliva   Obesidade   Dieta   Apetite   Comportamento alimentar

Resumo

O objetivo deste projeto será avaliar o comportamento alimentar em pré-escolares e quantificar os níveis salivares de grelina e leptina, verificando a eventual relação dessas variáveis entre si e com o estado nutricional. Serão selecionadas no mínimo 60 crianças de 3 a 5 anos de idade que frequentam as creches municipais de Piracicaba, SP, Brasil e as respectivas mães ou cuidadoras. O comportamento alimentar será avaliado com a versão em Português do Children's Eating Behavior Questionnaire (CEBQ). Serão realizadas a avaliação antropométrica, determinando-se o índice de massa corporal e utilizando os valores de referência do estado nutricional da OMS pelas curvas de crescimento para a idade; consumo alimentar pelo recordatório de 24 horas e o cálculo estimado de ingestão alimentar no que se refere à energia, macro e micronutrientes, com o Programa de Apoio a Nutrição (NutWin/Unifesp, versão 2.5); quantificação dos biomarcadores salivares, grelina e leptina pela técnica de enzimaimunoensaio. Os dados serão analisados pela estatística descritiva. A normalidade será verificada para direcionar testes paramétricos ou não paramétricos para comparações e correlações. Variáveis quantitativas serão analisadas por testes de associação e modelos de regressão. A consistência interna do questionário será avaliada pelo alfa de Cronbach e a confiabilidade do teste-reteste pelo coeficiente de correlação intraclasse, calculado pela one-way analysis of variance random-effects parallel model. (AU)