Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise acústica de longo termo e nasometria da fala de indivíduos com fissura palatina submetidos a um programa de fonoterapia intensiva

Processo: 17/01047-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 10 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Maria Inês Pegoraro Krook
Beneficiário:Gabriela Zuin Ferreira
Supervisor no Exterior: Tim Bressmann
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Toronto (U of T), Canadá  
Vinculado à bolsa:14/25510-4 - Programa de fonoterapia intensiva em pacientes com fissura labiopalatina, BP.DR
Assunto(s):Insuficiência velofaríngea   Fenda labial   Percepção auditiva   Acústica da fala   Fonoterapia

Resumo

Introdução: Programas de Fonoterapia Intensiva (PFI) são considerados como uma das intervenções mais eficazes para melhora da fala de indivíduos com fissura labiopalatina. Para avaliar a efetividade dos PFI, os estudos utilizam a avaliação perceptiva-auditiva de fala, considerada padrão-ouro, porém um método subjetivo. Como a avaliação perceptivo-auditiva é suscetível a erros devido a sua subjetividade, tem havido um crescente esforço para se buscar métodos que poderiam melhorar esta avaliação. Objetivo: Verificar a eficácia do PFI na fala de indivíduos com fissura labiopalatina, por meio da nasometria e da análise acústica de longo termo (LTAS). Material e métodos A casuística será constituída das 40 amostras de fala gravadas de indivíduos com fissura labiopalatina submetidos a um PFI. O LTAS será realizado utilizando o Programa Praat e a nasometria será realizada utilizando fórmulas de algoritmos de diagnóstico baseados em análise discriminante linear de escores de nasalância. O Teste ANOVA será usado para comparação dos resultados de ambas as análises.