Busca avançada
Ano de início
Entree

Crianças em visitas familiares a museus de ciências: análise do processo de Alfabetização Científica

Processo: 16/20963-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Martha Marandino
Beneficiário:Graziele Aparecida de Moraes Scalfi
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Crianças   Literacia científica

Resumo

As crianças, seja com suas famílias ou como parte de excursões escolares, constituem um dos maiores grupos que visitam os museus atualmente. Apesar disso, pouco se sabe sobre a contribuição dos museus para o processo de Alfabetização Científica (AC) desse público. Dessa forma, o objetivo principal desta pesquisa é analisar como os museus de ciências contribuem para a Alfabetização Científica de crianças no contexto familiar. Adicionalmente, pretende-se investigar como as crianças, por meio de interações discursivas, se apropriam da ciência e como as famílias contribuem para o processo da Alfabetização Científica durante a visita. De abordagem qualitativa, a pesquisa será realizada nos museus de Microbiologia do Instituto Butantan e de Ciências e Tecnologia da PUCRS, focalizando as crianças de 7 a 11 anos que visitam suas exposições acompanhadas da família. Os instrumentos de coleta de dados incluem a observação, filmagem, questionário sociocultural e entrevistas. A análise dos dados terá como principal orientação a ferramenta teórico-metodológica dos Indicadores de Alfabetização Científica. Os dados obtidos serão tratados individualmente e cruzados posteriormente por meio do software QSR Nvivo 2.0, que permite a operacionalização da análise e triangulação de dados qualitativos. Considerando que são escassas as investigações que integrem as crianças em pesquisas e expressem diretamente suas perspectivas e suas opiniões, além de suas experiências em museus, este estudo busca entender e ampliar os conhecimentos de como se dá o processo de AC na interação entre o público infanto-juvenil e o discurso expositivo e reforça o campo de estudos no contexto de AC em ambiente não formal.