Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta endócrino-metabólica induzida pela circulação extracorpórea em fetos de ovinos submetidos ao pré-condicionamento isquêmico

Processo: 16/20810-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Renato Samy Assad
Beneficiário:Marcelo Vaidotas Pinto
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ovinos   Procedimentos cirúrgicos cardiovasculares   Precondicionamento isquêmico   Circulação extracorpórea

Resumo

A circulação extracorpórea (CEC) tem relação direta e impactante sobre a resposta endócrino-metabólica inapropriada. Estudos prévios demonstraram um substancial aumento da vasopressina no plasma fetal durante situações de hipóxia intrauterina, com consequente diminuição do oxigênio plasmático e/ou do pH. Em procedimentos invasivos, o feto pode gerar uma resposta importante hormonal ao estresse. No entanto, a literatura ainda é escassa no que tange à CEC fetal, fator de importante mortalidade durante e após o procedimento. O pré-condicionamento isquêmico remoto tem sido estudado como método capaz de mitigar os danos teciduais consequentes ao processo inflamatório. O estimulo do pré-condicionamento isquêmico remoto ocasiona um efeito sistêmico protetor multiorgãos durante o estresse cirúrgico. Esta estratégia poderia minimizar a resposta endócrino-metabólica fetal ao estresse cirúrgico. Para avaliar a função placentária e a resposta dos hormônios de estresse do feto à CEC, submetido ao pré-condicionamento isquêmico remoto, serão estudados 18 fetos ovinos, divididos em três grupos (Controle negativo, Controle positivo e Grupo Pré-condicionado). O pré-condicionamento isquêmico remoto será induzido por quatro ciclos de isquemia intermitente de um dos membros traseiros, alternados com dois minutos de reperfusão, antes do estabelecimento da CEC fetal. Serão analisadas as trocas gasosas da placenta e hormônios do estresse, com a hipótese de que o pré-condicionamento isquêmico remoto possa mitigar a disfunção placentária e a resposta endócrino-metabólica de fetos submetidos à CEC. (AU)