Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do papel dos microRNAs na metástase através de modelos de camundongos geneticamente modificados

Processo: 17/01829-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Edna Teruko Kimura
Beneficiário:Cesar Seigi Fuziwara
Supervisor no Exterior: Lin He
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Berkeley (UC Berkeley), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:14/50521-0 - Regulação transcricional do microRNA miR-17-92 no câncer de tiroide agressivo, BP.PD
Assunto(s):Modelos animais   Repetições palindrômicas curtas agrupadas e regularmente espaçadas   Proteína 9 associada à CRISPR   Metástase   Neoplasias   Oncologia   MicroRNAs

Resumo

A desregulação na expressão de microRNAs (miRNAs) é uma etapa importante associada a ativação de vias de sinalização oncogenicas e inibição de genes supressores de tumor. Durante a progressão tumoral, uma complexa rede de miRNAs e seus alvos são modulados, e contribuem para o fenótipo metastático e disseminação a distância. As metástases são a principal causa de morte relacionada ao câncer, particularmente ao câncer de pulmão que é o mais prevalente na população americana. Assim, investigar o papel dos miRNAs no processo metastático contribuirá de maneira importante para o entendimento da biologia tumoral e potencialmente poderá auxiliar no desenvolvimento de terapias que melhorem a sobrevida global dos pacientes. A família de miR-200 compreende cinco miRNAs localizados em dois loci gênicos. O principal papel atribuído a esta família de miRNAs é a regulação do processo de transição epitélio-mesênquima (EMT). Entretanto, o papel de miR-200 na regulação do processo metastático ainda é controverso uma vez que a formação de metástases é um processo em cascata com várias etapas que envolvem a invasão local, invasão de vasos, sobrevivência na circulação, extravasão de vasos e colonização. Desta forma, para se estudar a contribuição da família miR-200 em cada etapa do processo metastático é essencial usar um modelo in vivo que desenvolva metástases que recapitulem todas estas etapas. Para isto, o objetivo deste estudo é investigar o papel da família miR-200 na metástase do câncer de pulmão utilizando modelo de camundongos transgênicos (KrasLSL-G12D/+;p53flox/flox) que desenvolvem câncer de pulmão e metástases, o qual será geneticamente modificado para perder a expressão de miR-200 através de edição gênica via CRISPR/Cas9. Desta forma, buscamos entender melhor o papel da família miR-200 na progressão tumoral.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.