Busca avançada
Ano de início
Entree

Dispersões sólidas de ácido ursólico veiculadas em hidrogéis para administração cutânea: desenvolvimento, caracterização e avaliação biológica in vitro e in vivo

Processo: 16/22544-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marlus Chorilli
Beneficiário:Andressa Maria Pironi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/17768-2 - Estudo de permeação cutânea in vitro do ácido ursólico a partir de dispersões sólidas carreadas em hidrogel à base de poloxamer, BE.EP.MS
Assunto(s):Ácido ursólico   Anti-inflamatórios   Hidrogéis

Resumo

A inflamação cutânea envolve a liberação de vários mediadores inflamatórios, os quais quando em quantidades exacerbadas podem ser nocivos e causar o desenvolvimento de doenças inflamatórias e crônicas de pele, como dermatite atópica e psoríase. O ácido ursólico (AU) é um triterpenóide pentacíclico obtido a partir de diversas fontes vegetais e apresenta uma potente ação anti-inflamatória por inibição ou redução de diferentes mediadores inflamatórios, como a histamina, secreção de citocinas (fator de necrose tumoral alfa - TNF±, interleucinas - IL), atividade da 5 lipoxigenase, da elastase e a síntese de óxido nítrico (NO) e prostaglandinas E2 (PGE2), principalmente via inibição do factor nuclear kappa B (NF-kB), porém sua baixa solubilidade em água limita sua aplicação terapêutica. O desenvolvimento de dispersões sólidas (DS) constituídas de poloxamer 407 (P407) ou D-alfa-tocoferil polietilenoglicol 1000 succinato associada á dióxido de silício coloidal (TPGS/Aerosil® 200) surge com uma estratégia inovadora para melhorar a solubilidade do AU. De forma a viabilizar a administração tópica das DS, a utilização de hidrogéis (HG) de P407 com propriedades bioadesivas pode ser interessante, pois estes sistemas permitem um maior tempo de retenção local do fármaco. O presente estudo tem como objetivo: desenvolver, caracterizar e avaliar a citotoxicidade in vitro e a atividade anti-inflamatória in vivo de DS de AU em P407 ou TPGS/Aerosil®200 veiculadas em HG de P407 para administração cutânea. As DS serão obtidas por meio da técnica de evaporação do solvente e caracterizadas por análise granulométrica, estudo de solubilidade, calorimetria exploratória diferencial, difração de raios-X, microscopia eletrônica de varredura e estudo de estabilidade físico-química. Posteriormente, as DS serão incorporadas em HG de P407 que serão caracterizados por análise do perfil de textura, reologia e teste de bioadesão in vitro. Os ensaios de liberação e de permeação cutânea in vitro serão realizados para DS e HG livres e associados. Finalmente serão efetuados ensaios biológicos in vitro para avaliar a citotoxicidade e in vivo para avaliar o efeito anti-inflamatória das formulações em modelo animal de edema de orelha induzido por óleo de cróton. Portanto, espera-se obter uma formulação inovadora que permita a entrega do AU de forma a viabilizar o seu emprego como anti-inflamatório em doenças inflamatórias cutâneas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PIRONI, ANDRESSA MARIA; DE ARAUJO, PATRICIA ROCHA; FERNANDES, MARIZA AIRES; NUNES SALGADO, HERIDA REGINA; CHORILLI, MARLUS. Characteristics, Biological Properties and Analytical Methods of Ursolic Acid: A Review. CRITICAL REVIEWS IN ANALYTICAL CHEMISTRY, v. 48, n. 1, p. 86-93, 2018. Citações Web of Science: 6.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PIRONI, Andressa Maria. Dispersões sólidas de ácido ursólico veiculadas em hidrogéis para administração cutânea : desenvolvimento, caracterização e avaliação biológica in vitro e in vivo. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Farmacêuticas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.