Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da testosterona nas alterações vasculares promovidas pela artrite induzida por adjuvante que envolvem a Angiotensina II

Processo: 17/00746-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Agnaldo Bruno Chies
Beneficiário:Letícia Moraes Pita
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). Marília , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/08450-3 - Influência da testosterona nas alterações vasculares promovidas pela artrite induzida por adjuvante que envolvem a angiotensina II, AP.R
Assunto(s):Endotélio   Testosterona   Artrite   Angiotensina II   Acetilcolina   Artrite reumatoide

Resumo

Estudos têm demonstrado que a expectativa de vida média de pacientes com artrite reumatoide (AR) é menor do que em pessoas saudáveis, provavelmente em virtude de um aumento da mortalidade por doenças cardiovasculares. Isto se deve, possivelmente, à disfunção endotelial resultante da intensa atividade inflamatória relacionada à AR. Evidências tem sugerido um possível envolvimento do sistema reninaangiotensina nos danos cardiovasculares tanto na AR quanto em modelos experimentais que simulam a AR. Acredita-se que a angiotensina II (Ang II), por meio de uma ação em receptores AT1, agrave o comprometimento endotelial decorrente de inflamações sistêmica promovida pela artrite. Além disso, a literatura também relata a influência dos hormônios andrógenos, principalmente da testosterona, nas ações da Ang II sobre os tecidos vasculares. Assim, o objetivo do presente projeto é verificar se reduções drásticas nos níveis séricos de testosterona influenciam as ações fisiopatológicas da artrite induzida por adjuvante (AIA) em aortas de rato. Para tanto, a expressão de receptores AT1 e AT2, bem como das enzimas NADPH oxidase (NOX1, NOX2, NOX4) e iNOS será investigada por meio das técnicas de Western blot e imunohistoquímica em aortas obtidas de ratos controles e AIA, tanto SHAM-operados quanto orquidectomizados. Por fim, buscar-se-á estabelecer relações entre eventuais modificações na expressão de receptores AT1 e AT2 e/ou de enzimas NADPH oxidase (NOX1, NOX2, NOX4) e iNOS nas aortas dos animais estudados com modificações das respostas funcionais deste vaso à Ang II e à ACh. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.