Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do desenvolvimento e de marcas epigenéticas da glândula mamária da prole feminina de camundongos machos obesos que receberam ou não suco de laranja

Processo: 16/24675-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Thomas Prates Ong
Beneficiário:Caroline de Aquino Guerreiro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07914-8 - FoRC - Centro de Pesquisa em Alimentos, AP.CEPID
Assunto(s):Neoplasias mamárias   Nutrição experimental   Desenvolvimento fetal   Modelos animais

Resumo

O câncer de mama representa importante problema de Saúde Pública. Em especial, a obesidade é apontada como um dos principais fatores de risco para esse câncer. Uma hipótese intrigante e que tem recebido pouca atenção na literatura considera que a má-nutrição do pai poderia influenciar o risco de suas filhas de desenvolver o câncer de mama. Em projeto de doutorado ao qual o presente projeto de IC se vincula, camundongos machos foram previamente distribuídos em quatro grupos: controle (C), obeso (O), controle + suco de laranja (SL-C) e obeso + suco de laranja (SL-O), sendo os machos dos grupos O e SL-O tratados com dieta hiperlipídica composta de banha de porco e leite condensado, enquanto que os machos dos grupos C e SL-C alimentados com dieta controle. Os animais foram cruzados com fêmeas primíparas e que receberam somente ração controle. A prole feminina que recebeu também somente ração controle foi submetida a modelo de carcinogênese mamária. Contrariamente ao esperado, a obesidade paterna parece ter protegido a prole feminina contra o desenvolvimento de tumores mamários. Além disso, o consumo de suco de laranja na vigência da obesidade paterna parece ter aumentado a suscetibilidade da prole feminina à carcinogênese mamária. Torna-se necessário investigar de forma mais ampla esses resultados e potenciais mecanismos envolvidos. O presente projeto de Iniciação Científica tem assim como objetivo avaliar o desenvolvimento e marcas epigenéticas (modificações em histonas) da glândula mamária da prole feminina adulta de pais dos grupos C, O, SL-C e SL-O. Para tanto, serão utilizadas técnicas morfológicas (contagem de "terminal end buds"; avaliação do elongamento epitelial; grau de diferenciação e taxa de apoptose da glândula mamária) e imunistoquímicas (avaliação da proliferação celular e de metilação e acetilação global de histonas). Antecipa-se que os dados a serem obtidos possibilitarão melhor compreensão da influência das experiências paternas, incluindo sua alimentação e estado metabólico, no risco de câncer de mama em sua descendência. (AU)