Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito protetor do flúor associado ao polímero bioadesivo carbopol no desenvolvimento do desgaste erosivo

Processo: 15/19585-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Alessandra Buhler Borges
Beneficiário:Daniele Mara da Silva Ávila Nogueira
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Microdureza   Esmalte dentário   Dentística   Erosão dentária   Fluoreto de sódio   Polímeros (materiais)   Perfilometria

Resumo

O objetivo desta proposta será avaliar o potencial protetor de soluções fluoretadas, bem como sua associação ao polímero Carbopol no controle do desgaste erosivo do esmalte. A proposta será dividida em duas etapas. A primeira etapa será um estudo in vitro no qual será testada a associação do polímero Carbopol 980 ao Fluoreto de sódio (NaF) e Fluoreto de Sódio mais Cloreto de Estanho (NaF + Sn) quanto ao efeito remineralizante e protetor contra a erosão inicial, na presença da película adquirida. Espécimes em esmalte bovino polido serão desmineralizados com ácido cítrico a 0,3% (pH 2,6) por 2 min (n=15 para cada grupo). Os espécimes serão imersos em saliva humana por 2h para formação da película adquirida e será então realizado o tratamento com as soluções experimentais por 2 min [NaF (500 ppm F), NaF + Carbopol 980, NaF + Sn (500 ppm F + 800 ppm Sn), NaF + Sn + Carbopol 980, água deionizada (controle negativo) e solução comercial (Elmex - controle positivo]. Será então realizada nova imersão em saliva humana (2 h) para remineralização, seguida por novo desafio ácido. A microdureza Knoop será medida em diferentes tempos: inicial, após o primeiro desafio ácido, após a remineralização e após o segundo desafio ácido e então será calculado o potencial remineralizante e protetor das associações. Será ainda realizada uma nova imersão nas soluções-teste para mensuração do fluoreto solúvel em álcali da superfície do esmalte. A segunda etapa será um estudo in situ, realizado com as soluções experimentais que apresentarem o maior potencial protetor no estudo in vitro. Para tal, os espécimes em esmalte bovino serão divididos em três grupos (n=52): solução fluoretada - controle positivo, solução fluoretada associada ao Carbopol 980 e água deionizada - controle negativo. Será testado um modelo in situ em 3 fases. Treze voluntários participarão do estudo após assinarem um termo de consentimento livre e esclarecido. Em cada fase, os voluntários usarão um dispositivo palatal contendo 4 espécimes cada, sendo que dois serão submetidos a um ciclo de erosão e remineralização por 5 dias, que consistirá na imersão extra oral dos dispositivos palatais em ácido cítrico 0,3% (pH 2,6) por 2 min, 4x/dia, com intervalos de 1 h de exposição a saliva, in situ, entre os desafios. O tratamento com as soluções será realizado extra oralmente, 2x/dia, por 1 min, 30 min de exposição à saliva in situ após o primeiro e o último desafio erosivo. Os outros dois espécimes serão submetidos à erosão/abrasão/remineralização, sendo a abrasão realizada 2x/dia, por 15 s com a escova elétrica ativa sobre os espécimes, antes dos tratamentos diários com as soluções e a erosão/remineralização conforme descrito. Ao final do experimento, a perda superficial (em µm) dos espécimes será avaliada por perfilometria. Os dados de perda de superfície dos espécimes de cada voluntário, em cada fase, serão submetidos à análise estatística apropriada, considerando-se o nível de significância de 5%. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
NOGUEIRA, Daniele Mara da Silva Ávila. Avaliação do efeito protetor de fluoretos associados ao polímero bioadesivo carbopol no desgaste erosivo. 2018. 142 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" Instituto de Ciência e Tecnologia (Campus de São José dos Campos)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.