Busca avançada
Ano de início
Entree

Tradução, adaptação cultural e estudo psicométrico da Swedish Occupational Fatigue Inventory (SOFI)

Processo: 16/20253-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Roberta de Fátima Carreira Moreira Padovez
Beneficiário:Martin Hilário dos Santos
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Fadiga   Psicometria   Escalas (psicometria)   Ergonomia   Saúde do trabalhador   Qualidade de vida no trabalho   Tradução

Resumo

A fadiga é um fenômeno multidimensional e complexo que inclui aspectos de natureza física, neuromuscular, psicológica, mental e emocional. No contexto ocupacional, o termo remete aos efeitos negativos do trabalho sobre a saúde do trabalhador e sua qualidade de vida. A exposição prolongada à fadiga resulta em queda da motivação para realizar o trabalho, redução do estado de alerta e nos níveis de atenção. Tais condições representam riscos à saúde e à segurança do trabalhador. A avaliação da fadiga ocupacional e compreensão desse fenômeno multidimensional requer a utilização de um instrumento psicometricamente adequado, o que ainda é uma lacuna existente no Brasil. Para suprir tal lacuna, será realizada a tradução, adaptação transcultural e validação para a língua portuguesa do Brasil da Swedish Occupational Fatigue Inventory (SOFI). A população do presente estudo são trabalhadores ativos, de ambos os sexos, com idade igual ou superior a 18 anos. A pesquisa compreenderá 2 fases: a de tradução e adaptação transcultural das escalas e a de verificação de propriedades psicométricas da escala, a saber estrutura fatorial, validade de constructo e confiabilidade interna. Espera-se que esta pesquisa contribua com as pesquisas nacionais relacionadas à investigação da fadiga ocupacional entre trabalhadores brasileiros bem como sirva de subsídio para realização de intervenções mais efetivas destinadas à prevenção de lesões no ambiente de trabalho, preservação da capacidade para o trabalho e da saúde do trabalhador. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: