Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento da leptina na alteração de parâmetros corpóreos de camundongos submetidos à anóxia neonatal: análise pela colocalização de Fos e neurônios leptinérgicos do hipotálamo de camundongos LepRbEGFP, após jejum agudo

Processo: 16/01189-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Maria Inês Nogueira
Beneficiário:Luana Angélica Janota de Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hipotálamo   Metabolismo   Leptina   Neurociências

Resumo

A anóxia neonatal é relevante situação clínica no Brasil, que vem sendo estudada no laboratório de neurociências ICB-USP, com modelo desenvolvido, adaptado e já validado em ratos Wistar. Nossos estudos anteriores identificaram na formação hipocampal efeitos prejudiciais em populações gliais e neuronais, morte neuronal por apoptose e necrose, decréscimo da neurogênese e do volume hipocampais, com prejuízo à aprendizagem e navegação espacial do animal, entre outras sequelas comportamentais. Foi também observada significativa alteração de parâmetros corporais nos animais anóxia em relação aos seus controles, evidentes já nas primeiras semanas de amamentação e que persistiram até a vida adulta. O hipotálamo é estrutura diretamente relacionada ao metabolismo energético e com o crescimento do organismo, funções em que a literatura indica envolvimento da leptina. Por este motivo, os parâmetros corpóreos alterados podem sugerir envolvimento hipotalâmico e, portanto, a necessidade de avaliar a hipótese da influência da leptina nessas alterações, o que se planeja efetuar no presente projeto pela análise estereológica da colocalização de células imunopositivas a proteína FOS em neurônios que expressam o receptor de leptina. Para visualização dessa população específica de neurônios serão utilizados camundongos linhagem LepR-IRES-Cre cruzados com tdTomato reporter mice (B6.Cg- Gt(ROSA)26Sortm9(CAG-tdTomato)Hze /J, JAX R mice), cujas células que expressam o receptor de leptina são naturalmente fluorescentes sob iluminação adequada. Após padronização do modelo de anóxia neonatal para camundongos desta linhagem, os mesmos serão submetidos à anóxia e aos 60 dias serão submetidos a jejum de 18 h como estímulo à expressão de FOS. A glicemia será também acompanhada. Com esse estudo objetiva-se contribuir para a compreensão do envolvimento do hipotálamo nos mecanismos que produzem as alterações de desenvolvimento somático assim como para a elaboração de estratégias que minimizem os mesmos e propiciar melhor condição de vida aos afetados pela anóxia neonatal. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CARVALHO, Luana Angélica Janota de. Avaliação do envolvimento da leptina no desenvolvimento de camundongos leptin reporters submetidos a anóxia neonatal.. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.