Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da variabilidade da marcha habitual em idosos acima e abaixo de 80 anos

Processo: 16/24876-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Daniela Cristina Carvalho de Abreu
Beneficiário:Nathalia Fernanda Grecco Zanellato
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Marcha (locomoção)   Idosos   Fisioterapia   Acidentes por quedas

Resumo

A variabilidade da marcha vem sendo usada como um preditor de quedas entre os idosos. Desta forma é importante observar a relação entre o aumento da variabilidade da marcha e o histórico de queda, pois, por ano, um terço da população idosa cai, e estas podem ter forte impacto na saúde e independência do idoso. Assim, o presente estudo tem como objetivo comparar a variabilidade da marcha com o histórico de quedas e o desempenho funcional entre idosos abaixo e acima de 80 anos. Os idosos serão divididos em dois grupos: Grupo Idoso Jovem (60 - 79 anos, n=38) e Grupo Muito Idoso (acima de 80 anos, n=38). Ambos os grupos passaram por avaliação, que incluirá questionário de Anamnese e Histórico de quedas, escala de Lawton & Brody e avaliação da marcha em velocidade habitual, escolhida pelo próprio idoso, através do equipamento GAITRite Platinum 26' PortableWalkway System, onde serão realizadas três tentativas e a média do total será registrada. Todas as análises estatísticas serão realizadas utilizando o programa SPSS (SPSS for Windows - Versão 16.0 - SPSS inc,) e será adotado nível de significância de 5% (p < 0,05). Os resultados serão expressos como média e desvio padrão da média da variabilidade do comprimento do passo e da velocidade. (AU)