Busca avançada
Ano de início
Entree

O Brasil e o desenvolvimento sustentável: estado e recursos naturais (1992 - 2012)

Processo: 16/23033-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Henrique Martinez
Beneficiário:Cássia Natanie Peguim Silva
Instituição Sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Recursos naturais   Brasil   Desenvolvimento sustentável
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Brasil | Desenvolvimento Sustentável | Estado | história ambiental | recursos naturais | História Ambiental

Resumo

A pesquisa O Brasil e o Desenvolvimento Sustentável: Estado e recursos naturais (1992 - 2012) tem como objetivo compreender como o Estado brasileiro faz uso dos recursos naturais geradores de energia - água, biomassa, petróleo - e identificar como este uso posiciona o Brasil dentre os países latino-americanos no contexto da consolidação do neoliberalismo na América Latina e da institucionalização da demanda internacional por políticas promotoras de desenvolvimento sustentável. Partimos da hipótese de que o Brasil, no período que propomos compreender, apresentava o potencial de direcionar e influenciar as políticas de desenvolvimento sustentável na América Latina devido à disponibilidade de recursos naturais hipervalorizados economicamente. A periodização é balizada pela realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio 92), em 1992, e a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), em 2012. Como fonte, utilizaremos o relatório Nosso Futuro Comum (1987), o documento O Desafio do Desenvolvimento Sustentável: Relatório do Brasil para a Conferência das Nações Unidas Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (1991), a Agenda 21 (1992), a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (1992), o Protocolo de Quioto (1997), a Agenda 21 Brasileira: Resultado da Consulta Pública (2002), a Declaração de Joanesburgo sobre Desenvolvimento Sustentável (2002), a Agenda 21 Brasileira: Avaliação e Resultados (2012), o documento O futuro que queremos: Declaração final da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (2012), a Revista CEPAL (1992 - 2012), o Panorama da Inserção Internacional da América Latina e do Caribe (1996 - 2012), jornais de grande circulação e a legislação brasileira sobre recursos naturais geradores de energia elaborada no período. A pesquisa segue o instrumental teórico-metodológico da História Ambiental, objetivando identificar e compreender as relações que os seres humanos estabelecem com o mundo natural. Em específico, identificar e compreender as formas de apropriação da natureza pelo Estado brasileiro, observando suas percepções, ideias e valores sobre os recursos naturais geradores de energia e a dinâmica de adaptação aos obstáculos do seu crescimento. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Cássia Natanie Peguim. O Brasil e o desenvolvimento sustentável: Estado e recursos naturais (1992 - 2012). 2020. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Ciências e Letras. Assis Assis.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.