Busca avançada
Ano de início
Entree

Configuração das áreas de moradia no município de São Paulo

Processo: 16/18999-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional - Serviços Urbanos e Regionais
Pesquisador responsável:Maria Camila Loffredo D'Ottaviano
Beneficiário:Cecilia Andrade Fiúza
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):São Paulo (SP)   Habitação social   Autogestão   Arquitetura, planejamento territorial urbano e habitação

Resumo

Esta pesquisa é parte integrante do projeto FAPESP "Between self-regulation and formal government: the challenges of self-build housing and facilities" e pretende ser uma primeira aproximação da configuração espacial do município de São Paulo como forma de viabilizar a análise comparativa com a realidade dos estudos de caso holandeses. A pesquisa tem como objetivo a realização de um levantamento da configuração das áreas de moradia da cidade São Paulo, analisando os processos de ocupação territorial ao longo do desenvolvimento histórico da cidade. Procura-se caracterizar as diferentes formas de habitação assim como a evolução e mudanças ocorridas ao longo do tempo, relacionando-as com a formação social da metrópole, já que entende-se que a forma de ocupação do território associa-se diretamente com a formação de sua sociedade, sendo o primeiro cenário de atuação do segundo. É indispensável, ainda, fazer uma análise das políticas públicas para entender como e quanto elas influenciaram e continuam influenciando a configuração das áreas de moradia em São Paulo. O objeto de aprofundamento do estudo dar-se-á nas habitações auto-gestadas, procurando levantar e compreender suas peculiaridades, inserindo-as no panorama histórico da configuração do território. (AU)