Busca avançada
Ano de início
Entree

A grande cadeia do ser: o Reino Animal no olhar dos naturalistas viajantes portugueses e luso-americanos (1772-1818)

Processo: 16/23264-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Leila Mezan Algranti
Beneficiário:Breno Ferraz Leal Ferreira
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/10815-8 - A grande cadeia do ser: o "Reino Animal" no olhar dos naturalistas viajantes portugueses e luso-americanos (1772-1818), BE.EP.PD
Assunto(s):História natural   Literatura de viagens

Resumo

O presente projeto de pós-doutorado oferece uma proposta de investigação sobre as memórias, discursos e textos relativos ao Reino Animal escritos por naturalistas portugueses e luso-americanos da Academia Real das Ciências de Lisboa (fundada em 1779) que empreenderam viagens filosóficas no contexto da Ilustração. No século XVIII, a concepção da existência de uma "grande cadeia dos seres", isto é, a crença na existência numa hierarquia dos seres vivos que tinha o ser humano (europeu) no topo, caracterizou o pensamento de naturalistas como Lineu e Buffon, a despeito de suas diferenças. Pretende-se examinar as diferentes leituras e usos destes autores pelos naturalistas viajantes, verificando-se em que medida tais autores foram mobilizados em função de perspectivas religiosas e utilitárias. Intenciona-se buscar as especificidades do debate sobre o Reino Animal relativos ao Império português, em particular acerca da América portuguesa. (AU)