Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese e caracterização de hidrogéis de poli (N-vinil-2-pirrolidona) contendo argila laponite RD para modulação da liberação de neomicina/nano prata

Processo: 16/19254-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Duclerc Fernandes Parra
Beneficiário:Vinicius Juvino dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Polímeros (materiais)   Neomicina   Hidrogéis

Resumo

Hidrogéis são biomateriais amplamente utilizados na biomedicina, possuem a capacidade de absorver grandes quantidades de fluidos sem perder sua integridade física. Esses materiais são constituídos por uma rede tridimensional de polímeros formada por ligações cruzadas, físicas ou químicas. Hidrogéis reticulados quimicamente podem ser produzidos por meio de radiação de polímeros em solução aquosa. Hidrogéis têm sido aplicados como curativos transdérmicos em sistemas de liberação de drogas. Esses materiais oferecem condições ideais para tratamento de feridas, pois mantém o ambiente da ferida úmido promovendo um debridamento autoclítico, acelerando a cicatrização. Podem absorvem exsudato e ainda liberar fármacos de maneira controlada. A poli(N-vinil-2-pirrolidona) (PVP) é um polímero utilizado para a obtenção de hidrogéis porém, hidrogéis produzidos apenas por PVP não apresentam propriedades mecânicas, reológicas e físico-químicas satisfatórias para aplicação em curativos. Para melhorar essas propriedades serão adicionados: um polímero plastificante, Poli-etilenoglicol; um agente gelificante; Ágar e Argila Laponite RD. Essa formulação quando irradiada, em solução aquosa, apresenta a formação de ligações cruzadas. Será adicionado o sulfato de neomicina e nano prata na formulação a fim de avaliar a possibilidade desse sistema responder como um sistema de liberação controlado de drogas. Para caracterizar hidrogéis serão realizados os seguintes testes: análise de Intumescimento, fração gel, Análise Termogravimétrica (TG), Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC), Difração de Raio-X (DRX), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) / espectroscopia de energia dispersiva (EDS), Microscopia Eletrônica de Transmissão (MET), Ensaios Mecânicos de tração, Análise de liberação de fármaco in vitro por detecção de fármaco via HPLC-MS/MS, análise de citotoxicidade e atividade bactericida. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAMPOS, LUIZA M. P.; BOARO, LETICIA C.; SANTOS, TAMIRIS M. R.; SANTOS, VINICIUS J.; GRECCO-ROMANO, REBECA; SANTOS, MARIANA J.; PARRA, DUCLERC F. Polymerization shrinkage evaluation in experimental dental composite filled with montmorillonite nanoparticles. JOURNAL OF THERMAL ANALYSIS AND CALORIMETRY, v. 131, n. 1, p. 771-774, JAN 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.