Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da dieta hipercalórica sobre a histomorfometria e expressão de receptores endócrinos em órgãos reprodutivos de ratos machos adultos

Processo: 16/24114-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Juliana Elaine Perobelli
Beneficiário:Aline Xavier Cabral
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia reprodutiva   Dieta hiperlipídica   Infertilidade masculina   Obesidade   Leptina   Histopatologia   Testículo   Modelos animais

Resumo

O sobrepeso e a obesidade são atualmente dois dos maiores problemas de saúde de ordem mundial. Caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura nas células do tecido adiposo, a obesidade é fator relacionado a diversas doenças metabólicas e morfológicas, incluindo infertilidade masculina, pelo fato dos adipócitos serem responsáveis pela síntese e liberação de leptina, proteína que tem como função diminuir o apetite e aumentar o gasto energético, mas que também atua na regulação do eixo hipotalâmico- hipofisário-gonadal. Sabe-se que a leptina pode atuar na modulação do comportamento das células de Sertoli, conversão da testosterona em estradiol e na liberação de FSH. Com o objetivo de investigar os efeitos da obesidade sobre a saúde reprodutiva masculina, o presente estudo irá analisar as alterações histomorfométricas de testículos e epidídimos de ratos machos adultos expostos a dieta hipercalórica, bem como possíveis alterações no padrão de expressão de receptores endócrinos nestes tecidos. Para tanto, ratos da linhagem Wistar, machos, adultos, serão divididos em dois grupos - controle (C, n=7) e high-fat (HF, n=7), os quais receberão dieta normal e hipercalórica, respectivamente, durante 14 semanas, do dia pós-natal (DPN)98 ao DPN 196. Os animais serão avaliados quanto à evolução da massa corpórea, glicemia, triglicerol, colesterol total e consumo de água e ração em 24h. No DPN 196 os animais serão eutanasiados e avaliados quanto à histopatologia dos testículos e epidídimos; morfometria dos testículos; padrão de imunomarcação para receptor androgênico e estrogênico em testículo e epidídimo. Este estudo contribuirá na melhor elucidação da relação entre obesidade e infertilidade masculina, investigando a importância das sinalizações endócrinas. (AU)