Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos induzidos por leucotrienos na condição de artrite

Processo: 16/23736-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Rodrigo Cardoso de Oliveira
Beneficiário:Cintia Kazuko Tokuhara
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Leucotrienos   Proteoma   Inflamação   Artrite reumatoide   Bioquímica

Resumo

A artrite reumatóide (AR) é considerada uma doença autoimune, caracterizada por inflamação crônica na membrana sinovial hiperplásica e no tecido ósseo, provocando grave perda na articulação, que é predominantemente gerada pelo aumento do número de osteoclastos. Os leucotrienos (LTs) são mediadores lipídicos derivados do ácido araquidônico pela via da 5-lipoxigenase (5-Lo) e apresenta um papel importante na resposta inflamatória bem como na reabsorção óssea. Além disso, os LTs são sintetizados por osteoblastos e osteoclastos. No entanto, embora os mesmos estejam envolvidos com o processo inflamatório na artrite, pouco se sabe sobre a contribuição individual, nos parâmetros funcionais e moleculares, dessas células em mediar, via LTs, a reabsorção óssea nessa condição. Sendo assim, o objetivo desse estudo será avaliar o efeito dos LTs no desenvolvimento e progressão da artrite induzida por colágeno (CIA) em camundongos 129/Sv WT (wild type) e 5-Lo KO (knockout para 5-Lo), além de identificar o perfil das proteínas envolvidas na artrite, bem como os parâmetros histomorfométricos dos tecidos envolvidos nessa condição. Para tanto, os camundongos serão imunizados intradermicamente na base da cauda com 100 µL de emulsão (100 µg de colágeno) e após 28-40 dias de imunização, o edema será quantificado por meio da medição da espessura da pata traseira com um calibrador. Serão avaliados 4 grupos: controle e tratados (129/Sv WT e 5-LO KO induzidos ou não por colágeno). Amostras da articulação do joelho (cartilagem, endotélio vascular e ossos) serão coletadas para os ensaios histológicos, análise da densitometria óssea por microtomografia computadorizada (micro-CT), imunohistoquímica para avaliar a distribuição dos alvos de interesse e o lisado tecidual para análise proteômica. Para a validação dos resultados do proteoma será realizado o western blotting dos alvos mais expressos. Com isso, esse estudo irá contribuir para um melhor entendimento do papel dos LTs envolvidos nos mecanismos da artrite reumatóide.