Busca avançada
Ano de início
Entree

Sincronismo de liberação de potássio de resíduos de Urochloa ruziziensis e sua absorção por cultivares de algodoeiro

Processo: 16/16736-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Fábio Rafael Echer
Beneficiário:Vinicius Jose Souza Peres
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Lixiviação

Resumo

O potássio (K) desempenha um papel importante no metabolismo das plantas, pois está relacionado com o seu crescimento e desenvolvimento, produção e qualidade. Além disso, o K não está associado a nenhuma estrutura orgânica, permitindo que ele seja aplicado na cultura antecessora em sistema de semeadura direta. O objetivo deste trabalho será avaliar o sincronismo de liberação de K pela palhada de Uroclhoa ruziziensis e a sua absorção por cultivares de algodoeiro sob diferentes manejos das adubação potássica O delineamento experimental será em esquema fatorial 6x2 com cinco repetições Os tratamentos serão: 1 - Sem K e com braquiária; 2 - Sem K e sem braquiária; 3 - 140 kg ha-1 de K2O aplicado na braquiária; 4 - 140 kg ha-1 de K2O aplicado em cobertura no algodoeiro sem braquiária; 5 - 140 kg ha-1 de K2O aplicado em cobertura no algodoeiro com braquiária; 6 - 140 kg ha-1 de K2O aplicado 50% na braquiária e 50% aos 30 DAE do algodoeiro. O segundo fator serão as cultivares de algodão: cultivar precoce FM 954GLT e outra tardia FM 983GLT. Será avaliado a liberação de K pela palha da forrageira; o teor de K no solo nas profundidades de 0-10; 10-20; 20-40, 40-60 e 60-80 cm; a condutância estomática em folhas de algodão nos estádios B1, F1, F7 e C2; o índice de área foliar; stand final; altura da planta; peso médio de capulhos; número de capulhos; produtividade de algodão em caroço; rendimento de fibra, produtividade de algodão em pluma e qualidade de fibra. Um estudo complementar será conduzido em casa de vegetação, em rizotrons, com objetivo de avaliar o crescimento radicular das duas cultivares. As variáveis analisadas serão: o comprimento radicular total (cm), superfície da raiz (cm2), diâmetro médio da raiz (mm), volume da raiz (cm3) bem como o comprimento, a superfície e o volume em cada classe de diâmetro (0-0,50; 0.51-1,0; 1,01-1,50 e > 1,51mm). A relação raiz/parte aérea, base massa de matéria seca, será calculada tomando-se os valores de matéria seca da raiz e da parte aérea. Os dados serão submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey (p <0,05), e os gráficos plotados no software Sigma Plot®. (AU)