Busca avançada
Ano de início
Entree

Abordagem multi-indicadores do sistema misto carbonático-siliciclástico da formação Crato: evolução sedimentar, paleogeografia e tectônica

Processo: 16/13214-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Lucas Verissimo Warren
Beneficiário:Filipe Giovanini Varejão
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Cretáceo   Geoquímica isotópica   Sedimentologia   Estratigrafia

Resumo

A evolução das bacias das margens leste e equatorial brasileira, bem como das bacias cretáceas do Nordeste do Brasil, tiveram seu desenvolvimento relacionado aos esforços tectônicos que originaram o oceano Atlântico Sul. Essas bacias apresentam evolução complexa, com geração de fases tectono-sedimentares distintas compostas basicamente por três pulsos tectônicos: pré-rifte, sin-rifte e pós-rifte. A Bacia do Araripe é a que apresenta a história evolutiva mais completa dentre as bacias do Nordeste brasileiro. É especificamente interessante por estar localizada próxima ao ponto de rotação da placa que limitou durante o Cretáceo os esforços distensivos leste-oeste (margem leste brasileira) e transtensivos norte-sul (margem equatorial). Essa fase está impressa no registro sedimentar da sequência pós-rifte transicional que conforma depósitos siliciclásticos e carbonáticos poucos estudados do ponto de vista sedimentológico e estratigráfico, em especial a Formação Crato. Além de ocorrer na Bacia do Araripe a Formação Crato também está preservada nas bacias do Tucano e Jatobá, como testemunho da maior extensão ora ocupada pelo sistema deposicional da unidade. A recente descoberta da origem microbiana de intervalos carbonáticos da Formação Crato, antes interpretados como oriundos de precipitação química, é importante ponto de partida para novas pesquisas na área. Análise multi-indicadores será aplicada aos sedimentos da Formação Crato para interpretações dos mecanismos de deposição, dos ambientes deposicionais associados à origem da unidade e para posicionar estratigraficamente os importantes fósseis que compõem esse importante Fossil Konservat Lagersttäte do Cretáceo. A combinação de descrição macro, micro e ultraestrutural de carbonatos, de dados geoquímicos, quimioestratigráficos e estruturais será fundamental para correlações regionais com outras bacias do nordeste brasileiro (e.g. bacias de Tucano, Jatobá, Sergipe-Alagoas, Potiguar e Parnaíba), bem como na definição do cenário paleogeográfico durante os últimos momentos da fragmentação de Gondwana.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VAREJAO, F. G.; FUERSICH, F. T.; WARREN, V, L.; MATOS, S. A.; RODRIGUES, M. G.; ASSINE, M. L.; SALES, A. M. F.; SIMOES, M. G. Microbialite fields developed in a protected rocky coastline: The shallow carbonate ramp of the Aptian Romualdo Formation (Araripe Basin, NE Brazil). SEDIMENTARY GEOLOGY, v. 389, p. 103-120, JUL 1 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VAREJÃO, Filipe Giovanini. Abordagem multi-indicadores do sistema misto carbonático-siliciclástico da Formação Crato : evolução sedimentar, paleogeografia e tectônica. 2019. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Geociências e Ciências Exatas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.