Busca avançada
Ano de início
Entree

Abordagem multi-indicadores do sistema misto carbonático-siliciclástico da formação Crato: evolução sedimentar, paleogeografia e tectônica

Processo: 16/13214-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Lucas Verissimo Warren
Beneficiário:Filipe Giovanini Varejão
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Cretáceo   Geoquímica isotópica   Sedimentologia   Estratigrafia

Resumo

A evolução das bacias das margens leste e equatorial brasileira, bem como das bacias cretáceas do Nordeste do Brasil, tiveram seu desenvolvimento relacionado aos esforços tectônicos que originaram o oceano Atlântico Sul. Essas bacias apresentam evolução complexa, com geração de fases tectono-sedimentares distintas compostas basicamente por três pulsos tectônicos: pré-rifte, sin-rifte e pós-rifte. A Bacia do Araripe é a que apresenta a história evolutiva mais completa dentre as bacias do Nordeste brasileiro. É especificamente interessante por estar localizada próxima ao ponto de rotação da placa que limitou durante o Cretáceo os esforços distensivos leste-oeste (margem leste brasileira) e transtensivos norte-sul (margem equatorial). Essa fase está impressa no registro sedimentar da sequência pós-rifte transicional que conforma depósitos siliciclásticos e carbonáticos poucos estudados do ponto de vista sedimentológico e estratigráfico, em especial a Formação Crato. Além de ocorrer na Bacia do Araripe a Formação Crato também está preservada nas bacias do Tucano e Jatobá, como testemunho da maior extensão ora ocupada pelo sistema deposicional da unidade. A recente descoberta da origem microbiana de intervalos carbonáticos da Formação Crato, antes interpretados como oriundos de precipitação química, é importante ponto de partida para novas pesquisas na área. Análise multi-indicadores será aplicada aos sedimentos da Formação Crato para interpretações dos mecanismos de deposição, dos ambientes deposicionais associados à origem da unidade e para posicionar estratigraficamente os importantes fósseis que compõem esse importante Fossil Konservat Lagersttäte do Cretáceo. A combinação de descrição macro, micro e ultraestrutural de carbonatos, de dados geoquímicos, quimioestratigráficos e estruturais será fundamental para correlações regionais com outras bacias do nordeste brasileiro (e.g. bacias de Tucano, Jatobá, Sergipe-Alagoas, Potiguar e Parnaíba), bem como na definição do cenário paleogeográfico durante os últimos momentos da fragmentação de Gondwana.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, VICTOR R.; VAREJAO, FILIPE G.; MATOS, SUZANA A.; FUERSICH, FRANZ T.; SKAWINA, ALEKSANDRA; SCHNEIDER, SIMON; WARREN, LUCAS V.; ASSINE, MARIO L.; SIMOES, MARCELLO G. Cratonaia novaolindensis gen. et sp. nov. (Unionida, Silesunionoidea) from the Aptian of Brazil (Araripe Basin), and its implications for the early evolution of freshwater mussels. CRETACEOUS RESEARCH, v. 107, MAR 2020. Citações Web of Science: 0.
VAREJAO, F. G.; FUERSICH, F. T.; WARREN, V, L.; MATOS, S. A.; RODRIGUES, M. G.; ASSINE, M. L.; SALES, A. M. F.; SIMOES, M. G. Microbialite fields developed in a protected rocky coastline: The shallow carbonate ramp of the Aptian Romualdo Formation (Araripe Basin, NE Brazil). SEDIMENTARY GEOLOGY, v. 389, p. 103-120, JUL 1 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VAREJÃO, Filipe Giovanini. Abordagem multi-indicadores do sistema misto carbonático-siliciclástico da Formação Crato : evolução sedimentar, paleogeografia e tectônica. 2019. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Geociências e Ciências Exatas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.