Busca avançada
Ano de início
Entree

Transcriptoma e metiloma de células osteoblástica em reposta a efeitos parácrinos de células endoteliais sob modelos estático e dinâmico

Processo: 17/01046-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Willian Fernando Zambuzzi
Beneficiário:Rodrigo Augusto da Silva
Supervisor no Exterior: Maikel P Peppelenbosch
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Erasmus University Rotterdam (EUR), Holanda  
Vinculado à bolsa:16/01139-0 - Regulação epigenética mediada por fatores parácrinos produzidos por células endoteliais em células osteoblásticas, BP.PD
Assunto(s):Transcriptoma   Epigênese genética   Metilação de DNA

Resumo

O sistema esquelético de mamíferos abriga um conjunto de células que, de maneira hierárquica, sustentam a formação óssea ao longo da vida. Neste contexto, sabemos que a osteogênese é indispensável para a renovação do osso, bem como a consolidação de fratura através de mecanismos regenerativos; sabemos que estes processos frequentemente diminuem com o progresso da idade, levando à perda de massa óssea e ao aumento da incidência de fraturas. Atualmente, defeitos ósseos constituem um problema de saúde pública, quando a expectativa de vida da população tem aumentado significantemente. Reconstruir o tecido perdido é um dos grandes desafios de cirurgiões na área, muitas vezes necessitando da aplicação de um biomaterial que permita reparo funcional do tecido perdido. A despeito de sua importância médica, social e econômica, poucos avanços têm sido alcançados quanto às metodologias de bioanálise capazes de ranquear novas terapias. Atualmente, sabemos que o desenvolvimento e regeneração do osso é um evento complexo e orquestrado por mecanismos parácrinos de sinalização intercelulares mostrando que a osteogênese está acoplada à angiogênese graças aos elegantes trabalhos liderados pelo Prof. R. H. Adams, do Max Planck Institute for Molecular Biomedicine, publicados recentemente na Nature. Neste contexto, o projeto em tela irá caracterizar as alterações epigenéticas disparados pelos fatores parácrinos produzidos por células endoteliais em células osteoblásticas. Cabe ressaltar que esta solicitação encontra-se atrelada a projeto JP, processo 2014/22689-3, em vigência desde Dezembro de 2015, cujo objetivo geral é mapear o repertório de moléculas secretadas ora pelos osteoblastos, ora pelas células endoteliais, e regentes (em conjunto) desses efeitos parácrinos durante a remodelação óssea. O estágio no exterior possibilitará aprendizado e treinamento em metodologias de vanguard, implicando em um ganho de grande importancia ao laboratório de Bioensaios e Dinâmica Celular, na UNESP/Botucatu-SP, o qual celebra o investimento da FAPESP para sua inauguração.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, RODRIGO A.; FUHLER, GWENNY M.; JANMAAT, VINCENT T.; FERNANDES, CELLO JUNIOR DA C.; FELTRAN, GEORGIA DA SILVA; OLIVEIRA, FLAVIA AMADEU; MATOS, ADRIANA ARRUDA; OLIVEIRA, RODRIGO CARDOSO; FERREIRA, MARCEL RODRIGUES; ZAMBUZZI, WILLIAN F.; PEPPELENBOSCH, MAIKEL P. HOXA cluster gene expression during osteoblast differentiation involves epigenetic control. BONE, v. 125, p. 74-86, AUG 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.