Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da fitotoxina Taxtomina a produzida por linhagens de Streptomyces spp. e avaliação da resistência de cultivares comerciais à sarna da batata

Processo: 16/19709-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Suzete Aparecida Lanza Destéfano
Beneficiário:Marcel Costa Alpiste
Instituição-sede: Instituto Biológico (IB). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Solanum tuberosum

Resumo

A batata é uma cultura de grande importância econômica em muitos países e sua produtividade vem aumentando gradativamente, porém a produção ainda é considerada baixa devido a doenças como a sarna da batata, causada por diferentes espécies de Streptomyces. O mecanismo de patogenicidade da maioria dessas espécies deste gênero envolve diferentes fatores, tais como as proteínas Nec1 e tomatinase, que auxiliam na evasão da defesa do hospedeiro e a fitotoxina Taxtomina-A, responsável pela penetração, colonização e desenvolvimento das lesões. O objetivo deste estudo será caracterizar a fitotoxina taxtomina-A produzida por diferentes linhagens de Streptomyces e verificar se há correlação entre sua produção e severidade da doença. Além disso, o projeto também irá avaliar a resistência de variedades comerciais à sarna da batata por meio de testes in vitro. Dez linhagens de Streptomyces spp. cedidas pela Coleção de Culturas de Fitobactérias do Instituto Biológico (IBSBF), Campinas, SP, e consideradas altamente, medianamente e pouco virulentas foram selecionadas para a realização dos testes de produção e extração de taxtomina-A. A fitotoxina será analisada por Cromatografia de Camada Delgada e a concentração desta será determinada por Cromatografia Líquida de Alta Performance. Nos testes de patogenicidade, a suscetibilidade das cultivares de batata será investigada contra dez linhagens de Streptomyces, em experimentos de testes de patogenicidade in vitro usando fatias de tubérculos de batata, cedidos pela Associação Brasileira da Batata (ABBA). Deste modo, espera-se ser possível correlacionar a quantidade de taxtomina-A produzida com a virulência das linhagens. Espera-se também selecionar cultivares menos suscetíveis à essa importante doença em batata. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.