Busca avançada
Ano de início
Entree

Estrutura e dinâmica populacional de capivaras de vida livre, associadas à infestação por carrapatos e infecção por Rickettsia spp.

Processo: 17/00117-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Marcelo Bahia Labruna
Beneficiário:Hermes Ribeiro Luz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/18046-7 - Capivaras, carrapatos e febre maculosa, AP.TEM
Assunto(s):Parasitologia   Capivaras   Infestações por carrapatos   Infecções por Rickettsia   Febre maculosa   Amblyomma cajennense

Resumo

A Febre Maculosa Brasileira (FMB), causada pela bactéria Rickettsia rickettsii, é a doença transmitida por carrapatos de maior importância médica na América Latina. No interior do estado de São Paulo, as áreas endêmicas para FMB estão associadas à presença de capivaras, hospedeiros primários para o carrapato Amblyomma cajennense, vetor de R. rickettsii nessas áreas. No entanto, há muitas outras áreas em que populações de A. cajennense são mantidas por capivaras, mas não há ocorrência de FMB. Há também áreas com A. cajennense e capivaras, em que por um determinado momento não havia endemicidade da doença; porém, com o passar dos anos, essas áreas passaram a ser endêmicas. Visando esclarecer essas lacunas da epidemiologia da doença, o presente projeto está composto por 9 subprojetos, que visam estabelecer as relações ecológicas da Febre Maculosa, o carrapato vetor e a capivara. Para tal, populações de capivaras, carrapatos e a fauna silvestre e doméstica associada serão estudados paralelamente por 4 anos consecutivos em 3 áreas endêmicas e 3 áreas não endêmicas para FMB no estado de São Paulo, e em duas áreas de alta diversidade no bioma Pantanal. Além disso, diversos estudos de infecção experimental de carrapatos e capivaras com o agente da FMB serão realizados para simular situações de campo. Os resultados obtidos deverão permitir um entendimento da dinâmica da infecção por R. rickettsii e ocorrência da FMB no estado. Por fim, será criado um modelo matemático sobre a circulação de R. rickettsii nas populações de carrapatos e capivaras, que deverá indicar a taxa mínima de reprodução das capivaras para que haja uma manutenção da infecção por R. rickettsii nas populações de carrapatos. Este modelo terá aplicação direta nos programas de manejo de controle de capivaras, como forma de prevenir novos casos de FMB nas áreas endêmicas, e ao mesmo tempo, impedir que áreas não endêmicas se tornem endêmicas com o passar dos anos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LUZ, HERMES R.; RAMIREZ-HERNANDEZ, ALEJANDRO; BENATTI, HECTOR R.; RAMIREZ, DIEGO G.; SZABO, MATIAS P. J.; LABRUNA, MARCELO B.. Comparative survival of the engorged stages of Amblyomma dubitatum and Amblyomma sculptum in the laboratory: Implications for Brazilian spotted fever epidemiology. TICKS AND TICK-BORNE DISEASES, v. 11, n. 2, . (13/18046-7, 13/13650-3, 17/00117-6)
PECKLE, MARISTELA; LUZ, HERMES R.; LABRUNA, MARCELO B.; SERPA, MARIA CAROLINA A.; LIMA, STANLEY; MATURANO, RALPH; FACCINI, JOAO L. H.; MCINTOSH, DOUGLAS. Multi-locus phylogenetic analysis groups the New World bacterium Rickettsia sp. strain ApPR with the Old World species R. africae; proposal of ``Candidatus Rickettsia paranaensis{''}. TICKS AND TICK-BORNE DISEASES, v. 10, n. 6, . (17/00117-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.