Busca avançada
Ano de início
Entree

Câncer de lábio: perfil anatomopatológico e clínico de pacientes tratados em um Hospital Geral

Processo: 16/18532-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Antonio Vitor Martins Priante
Beneficiário:Manuela Gasola Cruz
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Taubaté (UNITAU). Taubaté , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias labiais   Carcinoma de células escamosas   Perfil de saúde

Resumo

O câncer de lábio (CL) corresponde de 25% a 30% das neoplasias da boca, representando, em algumas séries, 20% dos tumores malignos das vias aerodigestivas superiores. O número de casos novos de câncer da cavidade oral estimado para o Brasil em 2016 é de 11.140 casos em homens e de 4.350 em mulheres. O CL ocorre predominantemente em homens, brancos e após a sexta década de vida. A exposição cumulativa a luz solar, somado ao uso de tabaco, são os principais fatores de risco para o desenvolvimento de CL. O tipo histológico mais comum é o carcinoma espinocelular, que ocorre com mais frequência no vermelhão do lábio inferior. A suspeição clínica é fácil e sua confirmação deve vir por meio de biópsia da lesão. Após confirmado o CL o tratamento de escolha é a exérese cirúrgica, podendo ou não ser associada radioterapia adjuvante. Este será um estudo retrospectivo no qual serão inclusos pacientes diagnosticados com CL, confirmados por análise anatomopatológica, operados pela equipe de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, referência na região do Vale do Paraíba, no período de Janeiro de 2008 a Dezembro de 2014. O objetivo deste estudo é avaliar o perfil clinico e anatomopatológico desses pacientes, tendo em vista a alta prevalência desta neoplasia em nosso país e falta de pesquisas na região do Vale do Paraíba. (AU)