Busca avançada
Ano de início
Entree

Preparação de microagulhas baseadas em ácido hialurônico incorporando carreadores lipídicos nanoestruturados contendo resveratrol

Processo: 17/03496-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 26 de junho de 2017
Vigência (Término): 28 de julho de 2017
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Maria Helena Andrade Santana
Beneficiário:Andréa Arruda Martins Shimojo
Supervisor no Exterior: Eliana Maria Barbosa Souto
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Coimbra (UC), Portugal  
Vinculado à bolsa:14/27200-2 - Estudos da associação de plasma rico em plaquetas com scaffolds de ácido hialurônico para aplicações em medicina regenerativa, BP.PD
Assunto(s):Resveratrol   Ácido hialurônico   Carreadores lipídicos nanoestruturados   Osteoartrite

Resumo

A incidência de doenças relacionadas à idade está aumentando e afetando seriamente milhões de pessoas em todo o mundo. Mesmo com o progresso da medicina regenerativa, as terapias atuais ainda apresentam inúmeras limitações. Assim, há uma busca cada vez maior por tecnologias inovadoras e abordagens eficazes em termos de custos/ benefício que privilegiem principalmente o bem-estar do paciente. Neste contexto, os produtos baseados em ácido hialurônico (AH) têm tido um papel fundamental, sendo utilizados principalmente como sistemas para encapsulação e liberação controlada de bioativos, como scaffolds para a proliferação e diferenciação celular, como componente viscoelástico para o tratamento de doenças degenerativa das articulações ou para preenchimento dérmico, e como promotores da cicatrização de feridas. As funções e aplicações do AH na medicina regenerativa estão associadas basicamente às suas propriedades biológicas favoráveis, características estruturais, e às possíveis modificações químicas do polímero, as quais determinam suas propriedades reológicas, de solubilidade, de hidratação e de reconhecimento celular específico. De outro lado, os efeitos do antioxidante e anti-inflamatório natural resveratrol (RESV) também têm sido avaliados no tratamento de doenças degenerativas e relacionadas ao envelhecimento. O RESV é um composto polifenólico encontrado em uvas, berries e amendoins que demonstrou bloquear a ativação do fator nuclear ºB (NF-ºB) reduzindo a geração de espécies reativas de oxigênio (ERO) e de citocinas pró-inflamatórias. Entretanto, apesar dos efeitos terapêuticos benéficos, AH e RESV apresentam uma série de limitações, incluindo baixa estabilidade in vivo, metabolismo rápido e propriedades mecânicas pobres, restringindo suas aplicações. Nos últimos anos, agulhas com dimensões micrométricas têm se mostrado eficazes na administração transdérmica de diferentes fármacos, incluindo desde pequenas moléculas até macromoléculas, nanopartículas e extratos fluidos. As microagulhas possuem a vantagem de perfurar a camada mais externa da pele (estrato córneo) de forma não-invasiva e de maneira indolor, aumentando significativamente a taxa de permeação transdérmica de fármacos. Adicionalmente, polímeros biocompatíveis e biodegradáveis, como o AH, têm se tornado promissores para a fabricação das microagulhas principalmente devido à sua biocompatibilidade, segurança, propriedades de solubilidade e intumescimento, facilidade e reprodutibilidade de fabricação, e possibilidade de escalonamento do processo. Entretanto, compostos hidrofóbicos, como o RESV, apresentam sérias limitações na sua incorporação em microagulhas de polímeros hidrofílicos como o AH. Portanto, neste projeto serão preparadas microagulhas de AH, contendo RESV incorporado na forma de carreadores lipídicos nanoestruturados (CLN) ou conjugado covalentemente ao AH. A apresentação do AH na forma de microagulhas representará uma forma inovadora e minimamente invasiva para administração transdérmica de princípios ativos, que poderá trazer benefícios associados à reparação tecidual. A conjugação covalente com RESV irá melhorar as propriedades mecânicas das microagulhas, enquanto que a incorporação dos CLN permitirá a incorporação e liberação modificada do RESV. O desenvolvimento deste projeto abrirá perspectivas promissoras no contexto da medicina regenerativa e também em um amplo espectro de outras aplicações.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.