Busca avançada
Ano de início
Entree

Composição química e atividades biológicas de extratos etanólicos e óleos essenciais de Schinus terebinthifolius Raddi

Processo: 16/11524-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Alexandra Christine Helena Frankland Sawaya
Beneficiário:Mara Junqueira Carneiro
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/11823-1 - FRACIONAMENTO E ISOLAMENTO DE COMPOSTOS DE EXTRATOS ETANÓLICOS DE Schinus terebinthifolius Raddi POR CROMATOGRAFIA CONTRA-CORRENTE, BE.EP.DR
Assunto(s):Anti-infecciosos   Citotoxicidade   Antioxidantes   Composição química   Plantas medicinais

Resumo

A medicina popular consiste em uma importante estratégia de tratamento e cura de enfermidades, principalmente em países em desenvolvimento. O embasamento científico das propriedades dessas plantas é imprescindível para o uso seguro e eficaz. Além disso, há um crescente interesse em buscar nos recursos naturais, como as plantas medicinais, novos compostos bioativos a fim de originar um fitoterápico ou um medicamento convencional. A Schinus terebinthifolius Raddi é popularmente conhecida como aroeira, aroeira da praia, aroeira vermelha, pimenta rosa. É uma planta nativa na América do Sul e encontra-se distribuída amplamente pelo Brasil. É utilizada como planta medicinal há muitos anos devido à ação anti-inflamatória, cicatrizante, antimicrobiana e anticâncer; aplicam-se popularmente no tratamento de infecções do trato respiratório, infecções urinárias, diarreia, tratamento de doenças sexualmente transmissíveis e úlceras. Embora haja relatos na literatura de pesquisas realizadas com os extratos e óleo essencial de folhas e frutos de aroeira, além de extratos da casca, nunca foi feito um estudo sistemático e comparativo das partes aéreas (flores, frutos e folhas) desta espécie. A sazonalidade também não foi avaliada. A proposta deste trabalho é estudar os extratos etanólicos e óleos essenciais de folha, fruto e flor, coletados ao longo de um ano, a fim de comparar a sua composição química, através de UHPLC-MS e GC-MS. As atividades biológicas de cada parte da planta, como atividade antimicrobiana, antioxidante e citotóxica, também serão avaliadas in vitro de forma comparativa. Os resultados dos estudos de composição química serão comparados com a atividade, por métodos quimiométricos, para indicar compostos que possam ser responsáveis por esta atividade.