Busca avançada
Ano de início
Entree

Pulseira elástica para armazenamento e fornecimento de energia na tecnologia Wearables

Processo: 17/03371-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Medidas Elétricas, Magnéticas e Eletrônicas, Instrumentação
Pesquisador responsável:Hudson Giovani Zanin
Beneficiário:Carla Giselle Martins Real
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/02163-7 - Desenvolvimento de dispositivos supercapacitores a partir de grafenos, nanotubos de carbono e diamantes, AP.JP
Assunto(s):Energia   Internet das coisas   Armazenamento

Resumo

Neste projeto propomos desenvolver protótipo de pulseira que atua como bateria em tecnologias wearables. Tal bateria será constituída de íons de Lítio composta por fibras flexíveis de nanotubos de carbono decorados. As fibras serão de dois tipos, sendo uma delas composta de nanotubos de carbono decorados com poli-imida para confecção do ânodo e outra de nanotubos decorados com LiMn2O4 para o cátodo. Após encapsuladas em meio aquoso com Li2SO4, as fibras consolidam um dispositivo com as seguintes vantagens: (i) densidade de potência que excede a da maioria dos supercapacitores, (ii) densidade de energia que equivale a de baterias de íons de lítio de película fina, (iii) flexibilidade e elasticidade, (iv) vida útil longa, (v) segurança e (vi) baixo risco de poluição ambiental em caso de descarte inadequado. No que tange aos dois últimos pontos, há uma grande vantagem em se utilizar eletrólito aquoso já que não é inflamável ou tóxico como o orgânico. Por conta da sua construção em formato de fio, tal bateria pode ser tramada em um tecido, produzindo armazenadores de energia aplicados às tecnologias wearables. Além da pulseira, desenvolveremos a instrumentação para monitorar e armazenar batimentos cardíacos, marcar hora e cronometrar tempo. O sistema poderá transmitir os sinais armazenados por radiofrequência assim que conectado ao celular, no qual poderão ser monitorados em tempo real. A nossa promessa é que, ao final dos 24 meses deste projeto, teremos a consolidação do protótipo que será expansível a outras medidas como nível de glicemia, temperatura, pulso, respiração, pressão arterial, etc.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.