Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de dietas com alta concentrações de proteína bruta de bovinos em restrição energética e crescimento compensatório

Processo: 17/02704-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 28 de agosto de 2017
Vigência (Término): 27 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Gustavo Rezende Siqueira
Beneficiário:Verônica Aparecida Costa Mota
Supervisor no Exterior: Dennis Paul Poppi
Instituição-sede: Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Queensland, Gatton (UQ), Austrália  
Vinculado à bolsa:16/05131-4 - Estratégias para aumento da eficiência de utilização do nitrogênio na fase de recria de bovinos Nelore em pastagens, BP.DR
Assunto(s):Crescimento compensatório

Resumo

O objetivo é colaborar com a execução do estudo que tem proposta principal determinar o efeito no desempenho de bovinos recebendo uma dieta com elevada inclusão de proteína bruta (PB) fornecida durante um período de restrição de energia metabolizável (EM) e qual a resposta no crescimento compensatório (em peso corporal e esquelético) quando esses animais passam a ter acesso ad libitum a dieta com elevada inclusão de PB e EM. Serão utilizados dois grupos genéticos, quinze novilhos Bos indicus (Brahman cruzado - BX) e quinze novilhos Bos taurus (Holstein-Friesian - HF), com peso corporal médio 230 ± 34 e 178 ± 6 kg, respectivamente. Cada grupo genético será blocado em função do peso corporal e distribuídos em baias individuais e os tratamentos serão atribuídos aleatóriamente dentro de cada bloco referente aos grupos genéticos e cada animal será a unidade experimental. Os tratamentos consistem em: HCP-HME, elevada inclusão de PB e elevada inclusão de EM; HCP-LME, elevada inclusão de PB e baixa inclusão de EM; LCP-LME, baixa inclusão de PB e baixa inclusão de EM. O experimento será dividido em duas fases, a primeira fase (93 dias) os animais dos tratamentos HCP-HME e LCP-LME receberão fonte de volumoso ad libitum e os animais do tratamento HCP-LME receberão fonte de volumoso restringida a ingestão de EM equivalente aos animais recebendo o tratamento LCP-LME. Na segunda fase (103 dias) todos os animais receberão fonte de volumoso ad libitum. Os parâmetros avaliados serão: peso corporal semanal ao longo dos períodos do experimento; dimensão corpórea; composição bromatológica das dietas, parâmetros fecais, urinários e ruminais; variáveis sanguíneas e parâmetros ósseos endócrinos e osso-histomorfométricos. Os dados após a verificação quanto a nomalidade e homocedasticidade serão analisados utilizando o procedimento de modelos mistos lineares do pacote "nlme" do R (R Core Team, 2013). O ganho de peso corporal diário e as dimensões corporais serão calculados a partir da regressão destas variáveis ao longo do tempo. Os tratamentos e grupos genéticos serão incluídos no modelo como efeitos fixos e animais dentro de bloco considerados efeito aleatório. A diferença estatística será declarada como P<0.05 e as diferenças entre as médias serão comparadas pelo teste de Tukey. Espera-se no fim explorar o conhecimento sobre as consequencias da restrição nutricional específica e seu efeito durante a compensação, por meio da compreensão de como a restrição de energia metabolizável (EM) e dietas com elevada inclusão de Proteína Bruta (PB) afetam o desempenho do gado, ossificação endocondral, remodelação óssea e crescimento compensatório. Alem do experimento em questão o objetivo do estágio é acompanhar experimentos em adanamento na Universidade de Queensland, Austrália na área de bovino de corte.